20 outubro 2008

Breves Impressões sobre as Eleições

No que toca a eleições para a Assembleia Legistativa Regional, fechou-se ontem um ciclo. Daqui a quatro anos é certo que Costa Neves não será o candidato do PSD-A e, muito dificilmente, Carlos César será o candidato do PS-Açores. O primeiro por razões que todos já conhecemos. Costa Neves decidiu sair da liderança do PSD depois de conhecidos os resultados. É uma decisão que não pode ser questionada. Costa Neves deu muito ao PSD-A nestes últimos anos, segurou o barco em momentos verdadeiramente difíceis, principalmente quando a casa-mãe teve tantos líderes e tanta inconstância. Vaticinou-se um resultado muito baixo para o PSD nestas eleições e tal não veio a acontecer. Costa Neves mantém o partido vivo e como a principal alternativa para 2012. No entanto, não seria estranho se Costa Neves se mantivesse por mais um ou dois anos. Não é previsível que nenhum dos possíveis candidatos do PSD às próximas Autárquicas possam liderar o PSD-A neste momento. O futuro líder deve estar completamente dedicado ao combate a nível regional e com o seu lugar na ALR. Assim, se Costa Neves ficasse por mais um ano, poderia ter um bom resultado nas Autárquicas e até (quem sabe) nas Legislativas nacionais e sair ainda melhor, passando a liderança a alguém que poderia se concentrar exclusivamente em 2012. Não foi assim e agora o PSD-A terá de encontrar a solução.

Também Carlos César não deverá ser o líder do PS-A em 2012. A acentuada perda de votos não dará espaço para riscos. César já tem um estatuto impressionante dentro e fora dos Açores e não vai querer beliscar, sequer, essa imagem, com um possível pior resultado em 2012. Por outro lado, nos próximos anos Carlos César tem a possibilidade de trabalhar o futuro dos Açores mais desprendido do PS. Assim, poderão surgir surpresas na composição do Governo. Resta saber se vai, ou não completar o seu mandato até ao fim.

O CDS-PP-Açores está de parabéns por ter eleito cinco deputados. No entanto, será da mais elementar justiça elogiar o trabalho do seu líder nacional Paulo Portas, que se dedicou, mais que qualquer outro à campanha eleitoral. Goste-se ou não do seu estilo, a verdade é que este resultado é uma vitória também dele.

Parabéns também ao Bloco de Esquerda que consegue um excelente resultado, com dois deputados. Será, certamente, uma voz importante na ALR.

Agora, venham as eleições nos EUA.

1 comentário:

pedro lopes disse...

Boa síntese, meu caro.

Vamos ter muita côr na ALR, espero mais e melhor debate e propostas.

Devo acrescentar que Costa Neves foi algo infeliz ao dizer, em noite de resultados, que agora como deputado vai ter mais tempo para si e para a familia, como que dizendo; "bem, agora vai ser a boa vidinha de deputado. Muito tempo livre, logo, mais lazer em familia.".....e quem quiser que aguente o partido.

De resto, sugiro ao PDA e ao MPT, que invistam forte nas Ilhas mais pequenas (quanto mais pequena malhor), pois desse modo poderão almejar chegar à ALR..... ;)

N.B.- não deixa de ser caricato, o facto do partido menos votado ter, ainda assim, elegido um deputado à ALR.!!!?