19 agosto 2010

visitazores, ou o insulto (justificado pelo sec da economia) aos açorianos


O site visitazores.com custou 150.000€ pela construção e 1.000.000€ pela manutenção. Sim, são 150 mil euros pela construção e um milhão pela manutenção! Um milhão de euros!!! Exactamente o mesmo valor que foi pago pela compra do solar do Livramento, para ser transformado num centro de recuperação de toxicodependentes, numa zona habitacional. Há proprietários com sorte!


Sobre o super-site, não há muito mais a dizer, a não ser que a empresa contratada é uma tal de Icon Medialab e que o site é normal, tendo até algumas falhas graves.


Upgrades de um milhão de euros? Só mesmo para quem vive totalmente alheado da realidade da vastíssima maioria dos açorianos.

19 comentários:

Anónimo disse...

O idiota do Vasco devia pagar do seu bolso.

Gente medíocre!

Kik disse...

Realmente o site não é nada de especial, não se percebe como investem 1 ME nisso, meu rico Rally IRC!

Dr. S. disse...

pior é o que estão a fazer com esse tal solar no livramento... um milhão de euros, porque o dono era, digamos, amigado com uma pessoa influente e que se "mexe" bem junto do poder e a coisa nunca sai Barata com essa pessoa...

agora o centro vai mesmo em frente, apesar dos moradores da zona terem feito um abaixo assinado contra a sua construção que entregaram ao cesar que nem quis saber.

o solar, os chãos de madeiras, etc. está sendo todo destruído e sendo enchido de cimento.

este governo é uma lástima

geocrusoe disse...

Embora oficialmente o dinheiro mencionado seja para aquela página, não acredito que aquele cubra apenas o mencionado, suspeito que haja outros "serviços" a serem custeados através deste preço exorbitante.
Já agora, por esse preço oficial, não houve concurso nem coisas semelhantes?

Francisco Carlos do Vale Tudo disse...

O preço sempre é mais discreto do que o da viagem da nossa Luizinha!

Anónimo disse...

Hoje em dia só um asno conserva madeiras em habitações. As térmitas estão em força nas ilhas. Os moradores não querem toxi-independentes à porta? Então o moralismo onde está nestas horas? Enxota-se sempre o lixo para a porta dos outros, não é?

Rui disse...

geocrusoe,

Como se pode ouvir na ligação ao site da rtp-açores, o sec da economia não fala em mais nada a não ser o site e a empresa que o fez... Se há outros serviços, caberia a ele dar essa explicação naquela ocasião...

E parece que foi ajuste directo.

mb|Weblog disse...

É um insulto. Enquanto cidadão, trabalhador e contribuinte sinto-me insultado.

Anónimo disse...

caro mb|Weblog, antão o que dizer da Expo Freguesias do Coeliseum com artistas como Ruth Marlene, Toy, José Cid, antre ótros...

quanto ao ásne de mais encima, ele que se cuide.

fC. disse...

1 milhao de euros foi manifestamente pouco pelo solar do Livramento! E quem ficou claramente a perder foram os donos q venderam. Quem conhece solar sabe isso perfeitamente.

É certo que os blogs são para dar opinião, mas pelo menos não utilizem a imaginação. O Solar esteve à venda numa imobiliária durante alguns anos e o Governo Regional interessou-se tal como qualquer outra pessoa poderia manifestar o seu interesse. E foi comprado pelo valor pedido pelos proprietarios.

E gostava que o Dr. S tornasse claro aquilo que diz. Se tem coragem de insinuar terá de tambem a de se identificar e dizer a quem se refere.

Relativamente à sua futura ocupação, faço minhas as palavras do "Anonimo": "Então o moralismo onde está nestas horas? Enxota-se sempre o lixo para a porta dos outros, não é?"

mb|Weblog disse...

@Anónimo

Não sendo partidário, a minha posição relativamente a este assunto é idêntica a qualquer outra semelhante, levada a cabo seja por quem for.

Contudo, a falta de respeito manifestada por uns relativamente à gestão das finanças públicas não deveria servir de tentativa de justificação, ou de comparação, como queiram, para os insultos levados a cabo por outros. É este um dos grandes problemas da classe política portuguesa, apoiantes e seguidores, de uma forma geral, quer a nível nacional, regional e local.

geocrusoe disse...

quando coloquei aspas nos "serviços" era precisamente porque suspeitava que a sua divulgação podia não ser policamente conveniente(já não arrisco a pronunciar-me sobre a sua legalidade, mas ninguém me impede de suspeitar).
Obrigado pelo esclarecimento sobre o concurso

Dr. S. disse...

um milhao de euros foi o valor apenas do solar e nao do terreno atras, onde esta a ser construido um empreendimento de apartamentos de luxo.

isto nao tem nada a ver com moralidades, isto tem a ver com planeamento e bom senso. uma clinica para recuperaçao de toxicodependentes no meio de uma zona tipicamente familiar, como é o caso, é um erro a todos nívels.

e nem todas as madeiras têm térmitas...

Francisco Carlos do Vale Tudo disse...

É uma forma de o governo arranjar vivendas baratas. Enxotam-se os habitantyes da zona e compram as viovendas por tuta e meio. Quanto a moralismos que tal o dito centro de recuperação (?) ir para uma dependência do palácio de Santana?
Hipócratas!

Animal Racional disse...

O problema é que 1 Milhão de euros foi o preço de um palacete degradado e sem terreno que possibilite desenvolver actividades para os toxicodependentes que o vão frequentar.

As obras de beneficiação do dito palacete vão custar pelo menos mais 1 Milhão de euros.

Ou seja, por 2 Milhões de euros, o Governo poderia fazer uma estrutura de raiz, adaptada ao fim a que se destina, num local mais propício e com maior área de terreno para actividades e tarefas a desenvolver pelos toxicodependentes em tratamento.
Seguramente haverá terrenos onde públicos.

A compra daquele solar pelo Governo (que como alguém refere num comentário, teve pendurado durante anos numa imobiliária - seguramente porque o preço pedido era muitissímo elevado para o seu estado de degradação), foi um enorme erro que só trouxe proveito aos seus proprietário.....e a algumas Baratas que ficaram mais bem alojadas.

Não há nenhum critério aceitável para transformar um edificio como aquele numa clinica de recuperação de toxicodependentes.

O Mé-Mé deve estar louco... disse...

Um milhão de euros para alimentar um site, mas este Governo encontrou uma mina de Diamantes ou um poço de petróleo nos Açores e os Açorianos ainda não sabem? Mas esse Cordeiro de Deus está louco ou quê? Se ele gere assim os dinheiros públicos estamos todos bem "encavados", gastar um absurdo de dinheiro em tempo de crise com um reles site da internet, que qualquer empresa Açoriana da especialidade podia fazer, é deveras um insulto e uma afronta a milhares de açorianos que vivem com a corda no pescoço todos os dias do ano! Ao menos o dinheiro tinha ficado na região se fossem utilizados técnicos e empresas regionais! Há uns tempos vi na RTP Açores que um açoriano do Pico fazia sites para estrelas de Hollywood! não me digam que nas 9 ilhas não havia Now-How para fazer essa merda de site!Governo prá rua Já!

Anónimo disse...

Meus caros. E preciso dar credito a quem o merece. Este projecto vem do tempo do Duarte Ponte e da Isabel Barata. Quando o Vasco e o Miguel entraram nos respectivos pelouros ja este projeto tinha sido aprovado e iniciado. Nao apontemos os dedos em falso. A maior barraca em termos de projctos e o Azores1to1.com. O Duarte Ponte pagou 1,3 milhoes de Euros por essa bodega que nunca foi a lado nenhum. Se a comunicacacao social tivesse atenta ja tinha desvendado o maior caso de desvio de fundos ate a data...mas a comunicacao social dos Acores ou esta a dormir, ou esta comprada...

Anónimo disse...

Azores1to1.com. O que esta esta miseria?
O Azores1to1.com é(foi) um projecto "oferecido" a Associacao de hoteis de Portugal (AHP) e aos Hoteis Platano do Sr. Humberto Pavao (cabeca do projecto) inicialmlente por 1.0 milhao de Euros e depois com uma extencsa de 300 mil Euros. Teve que passar pela AHP porque o Duarte Ponte nao podia justificar dar o projecto diretamente so Sr. Humberto Pavao. O Azores1to1.com e simplesmente uma tentativa de criar um sistema CRM (Customer Relations Management) que pode ser comprado ao Oracle, Salesforce.com e outros por uma fracao do que a AHP, os Hoteis Platano e a empresa Segthor encaixaram, sem qualquer auditoria. E simplesmente uma afronta a inteligencia humana, a quem paga impostos, e passou despercebido nos Acores. Incrivel!!!

Anónimo disse...

Temos pelo menos 3 empresas Açorianas altamente qualificadas e com know-how para desenvolver projectos desses.... Óbvio que o foram buscar fora, assim é mais complicado perceber o que se passou.
Quanto às afirmações do Miss Açores Vasco Cordeiro como justificação ao facto de ter ido buscar o trabalho ao estrangeiro devido à fraca qualidade das empresas regionais/nacionais... nem comento!!!!!!!!