05 setembro 2011

Ventos de mudança

Colbert: Para encontrar dinheiro, há um momento em que enganar (o contribuinte) já não é possível. Eu gostaria, Senhor Superintendente, que me explicasse como é que é possível continuar a gastar quando já se está endividado até ao pescoço...

Mazarino: Se se é um simples mortal, claro está, quando se está coberto de dívidas, vai-se parar à prisão. Mas o Estado... o Estado, esse, é diferente!!! Não se pode mandar o Estado para a prisão. Então, ele continua a endividar-se... Todos os Estados o fazem!

6 comentários:

Anónimo disse...

Isto é piada contra a Drª Berta Cabral e o Dr. Alberto João Jardim?

Anónimo disse...

CARO José Gonçalves
podemos acreditar em tudo até que a realidade e a compreensão, nos mostrarem o contrário, se mesmo assim insistirmos no erro, então estamos enrolados no nosso querer...
Assim é, nem todos têm ainda,forma de se autonomizarem do erro que a propaganda massiva da comunicação social, que lavaram o cérebro a uma multidão de Povo que necessitava acreditar na "salvação" que o PSD e o CDS lhes "apontavam" contra o Sócrates que todos já tinham desacreditado.
Nada melhor que dizer que não havia mais impostos a pagar, para quem já não podia e queria descontar mais.
Mentira das mentiras, não só estamos perante a maior carga de impostos que há memoria, como o compadrio e o lugar para os boys do PSD/CDS, aumenta todos os dias, e as negociatas com adjudicações sem concurso, são crescentes.
O povo irá apreender que as balelas liberais, só servem para diminuir o apoio aos pobres e não para diminuir nem os impostos nem a despesa que é dedicada aos amigos.
Mas a missa ainda vai no inicio, e quando chegar ao evangelho, já a igreja estará transformada em guerra de vendilhões do templo.
O "chefe" Passos Coelho é só um testa de Ferro dos interesses capitalistas da Europa,( e certamente que sonhará, fugir como fez Durão Barroso, não sei se terá tão boa sorte).
A nível interno é a massonária por intermédio de Miguel Relvas que dá as cartas.
Só outros protagonistas e outra politica, pode levar Portugal a Porto Seguro.

Anónimo disse...

Eu queria ter nascido no Cambodga no tempo do Pol Pot.

Anónimo disse...

This is a joke to José Sócratis, you know, the ex-primaire minaistre from Protugal...

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/383-milhoes-em-offshores-215912803

Anónimo disse...

Ah grande Josef Sócraites, grainde FDP!

Demo Gra Pia disse...

O Colbert inda nã foi pá roda?

A cada Mazza Rhino as suas frondas

Cambodga's que por ai andam