08 janeiro 2013

Ferrete social

Estranho país este no qual um aposentado ou reformado tem direito a subsídio de férias e de Natal, para além de um montante de reforma, cujo cálculo determinativo é infame, e aqueles que trabalham vêem os mesmos suprimidos em nome da solidariedade nacional, por causa de uma crise que, ao que parece, apenas eles, e só eles, desencadearam. 

Que aquele facto ponha toda a gente a correr para o Tribunal Constitucional, não é só um ferrete aposto nos que efectivamente contribuem para a riqueza nacional. É verdete pneumónico.    

4 comentários:

Anónimo disse...

Caro José goncalves
Eu até acredito que interpretei mal o teu post, mas não seria absolutamente necessário um post clarissimo que até um "ignorante como eu" não tivesse dúvida nenhuma que estavas contra este orçamento, estes cortes e este Governo PSD/CDS, que leva o País para uma desgraça maior.
Açor

Anónimo disse...

Então, Açor ?!

" Que aquele facto ponha toda a gente a correr para o Tribunal Constitucional, não é só um ferrete aposto nos que efectivamente contribuem para a riqueza nacional. É verdete pneumónico. "

Despertada a curiosidade, basta ver quem pediu o quê a quem. Quanto aos que estão no activo, nada de novo no reino da Dinamarca, para os recorrentes. Esclarecido?

JC

Anónimo disse...

Caro José Gonçalves
Compreendo a raiva contra o Sócrates e companhia(também eu tenho)mas esquecer-se ou ter dificuldade em reconhecer as iguais responsabilidades dos senhores deste governo,PSD/CDS, não só no passado(de conluio com Sócrates)mas igualmente nas politicas deste 74, nos sucessivos governos na má despesa publica e não só...
É importante dizer que não é a despesa publica o mal de que enferma a actual realidade, o mal é esta despesa ter sido feita de forma criminosa e inexplicavelmente ninguém estar na cadeia, será só responsabilidade de Sócrates?
Em relação à divida resta dizer que sempre houve divida publica e este facto não é negativo desde que esta sirva para alavancar o País, exemplo disso é ter-se acabado de pagar a divida feita no século 19 para pagar a construção da linha férrea Portuguesa.
Quem contribui para a riqueza Portuguesa, desde logo os trabalhadores a imensa maioria do Povo, depois se segue as pequenas e médias empresas e as grandes empresas, a maioria delas está contra(por motivos vários) este orçamento, por isso não entendo que o ferrete esteja contra o Povo, mas sim neste governo e na sua Politica que se prepara para despedir 100 mil funcionários públicos(embora nem para isso fosse capaz e tivesse que pedir ao FMI)resta saber se não será um destes a ter o ferrete espetado no seu corpo.
Quando digo que há que ser mais claro, é porque considero esta linguagem hermenêutica usada por si, uma capa para esconder por um lado a sua frustração e por outro falta de coragem de criticar o seu próprio partido.
Talvez as medidas que o governo esta disposto a aplicar, lhe faça compreender que nenhuma desculpa serve para não atacar o governo PSD/CDS, e se não o fizer, ao contrário(dos dignos Sociais Democratas)ficará conivente com a desgraça que vai atingindo o País e o Povo Português e nada disso é consentâneo com o legitimo desgosto por ter perdido as eleições.
Saudações Açor

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.