19 dezembro 2006

O maior espectáculo do Mundo!

Fala-se muito, nos dias de hoje, na crescente dependência dos jovens em relação às novas tecnologias (Playstation, Internet, TV, I-Pod, etc) e aos efeitos que o uso abusivo dessas maquinarias poderão ter no seu futuro. Penso que, desde que usadas com moderação e com acompanhamento de adultos, até podem ser muito positivas no desenvolvimento.

O que, na minha opinião, é muito nefasto para o desenvolvimento de um jovem ou de uma criança é assistir a um espectáculo de circo, onde animais são mal-tratatados para o simples regozijo do ser humano. Sempre me fez muita impressão ver leões, girafas, elefantes e outros animais a serem chicoteados numa arena, para fazerem umas acrobacias para as quais não são talhados, para a simples diversão humana. Sempre me fez muita impressão ver pais levarem os seus filhos para verem os animais do circo, que estão fechados em jaulas antes do ‘espectáculo’, com ar triste e abatido. Enfim, sempre me fez muita impressão ver animais a serem retirados do seu meio e serem ‘domesticados’ à base da violência e de drogas, para arrancar umas palmas e uns cobres.
As crianças e jovens olham incrédulos para os seus pais a aplaudirem aquela violência e, evidentemente, acham normal que os animais, com quem partilhamos esta Terra, existem para nosso ‘uso’ e para nossa diversão. Esta é uma luta, que todos temos de combater.

2 comentários:

claudio almeida disse...

Bem Rui, nunca tinha pensado assim sobre o circo, é uma visão interessante.

PP disse...

As sociedades têm vindo a desenvolver sensibilidades em diversas áreas, estando mais atenta e mais exigente para vários tipos de (agora considerados) abusos e injustiças.

Este teu post trouxe-me á memória um triste episódio que se passou aquando da passagem pela nossa Ilha do Circo Chen, refiro-me á morte de uma cobra que fazia parte do "elenco".

Também me impressionam certos números com animais, em especial com a animais selvagens, não demosticáveis.
Tolero a presença de cães, gatos, galinhas e afins, e até de cavalos ou burros, pois estes são domesticáveis, e podem viver no circo, em tourné, com idênticas condições ás vivênciadas noutro ambiente doméstico.

Elefantes, leões e felinos, bem como lamas, crocodilos, aves protegidas e outros animais selvagens e/ou exóticos, não deviam ter lugar numa arena para gáudio de um público que ainda não se consegue abstair da visão romântizada de infância, de um circo, que permanece selvagem numa sociedade que se diz civilizada.

Eu não gosto de ver um cão amarrado, como poderei tolerar animais (por vezes de grande porte) enjaulados e sedados à espera do próximo "senhoras e senhores, meninos e meninas, vai começar o maior espectáculo do mundo, o circo.".

Onde estão as associações de defesa dos animais, que criticam ferozmente as touradas e a falta de um canil na nossa cidade.
È com pequenos e sucessivos protestos que crecem sensibilidades e se ganham consciências em nome de quem não tem voz...pelo menos percéptivel para os humanos, que são os animais que mandam no Mundo!!!