26 fevereiro 2007

Subsídios

Tive conhecimento do seguinte por via do blog subsidiados, ao qual aconselho uma visita.
«12/2004 - Manda o Governo da Região Autónoma dos Açores, pelo Presidente do Governo, ao abrigo do disposto na alínea g) do n.º 1, do artigo 227.º da Constituição da República Portuguesa e da alínea z) do artigo 60.º do Estatuto Político-Administrativo da Região Autónoma dos Açores, devido ao interesse Regional do mesmo, atribuir o subsídio de €126.312,55 ao Observatório Vulcanológico e Geotérmico, destinado a apoiar a construção de um sítio internet que insere um banco de dados vulcanológicos (BDV) açorianos, a ser suportado pela dotação inscrita no capítulo 40, despesas do Plano, programa 16 . desenvolvimento da actividade científica e tecnológica, projecto 16.01 . investiga- ção, ciência e tecnologia nos Açores, acção 16.01.05 . observat órios científicos, classificação económica - 08 07 01 - institui ções sem fins lucrativos, do plano de investimentos da Presidência do Governo para o corrente ano.

Já agora o site que custou aquela quantia é este: http://www.ovga-azores.org/php.htm»

3 comentários:

PP disse...

Caro Rui,
Realmente, 25.000 contos para "pôr de pé" um site parece-me um exagero. Mas devo admitir que não estou por dentro desse mercado e, mais importante, desconheço se essa verba teve em consideração outros itens para além da feitura do site, propriamente dita.

Agora, que este subsídio tem razão de ser (pode ser questionado o valor), e que esta área merece um grande investimento público, isso é, para mim, inquestionável.

Dei uma olhadela ao dito site. Tem boa apresentação e alguma informação útil. Também votei, e constatei que a maioria (58%) considera não haver suficiente informação disponível. Coisa a melhorar (senão de que vale o valor da votação...e o subsídio).

Também espreitei o "Subsidiados", tem o condão de pôr tudo a nu.

Cumprimentos

Rui Gamboa disse...

Caro PP,

Penso que a única questão que é levantada é o montante, a importância do assunto não é, nem pode ser, questionada.

Eu apenas sou mensageiro, neste caso, não tenho conhecimento aprofundado sobre esse assunto.

claudio almeida disse...

Isso é muito complicado, é um tal atribuir subsídios "sem rei nem roca", e o pior é o seu montante como diz o Rui, porque até muitos deles são mesmo necessários.