12 setembro 2007

Soco(lari)

O treinador da selecção portuguesa de futebol, Luís Filipe Scolari, teve, no final de mais um mediocre jogo da nossa selecção, uma atitude a todos os niveis reprovável, ainda mais tratando-se de um treinador, de um homem que comanda, disciplina, e deve dar o exemplo, a outros homens sobre as suas ordens.

Tivesse Gilberto Madaíl, presidente da FPF, alguma coragem e sensatez, e dava ordem de despedimento a Scolari. Quer pelo gesto de hoje - tentativa de agressão a soco de um jogador da equipa adversária -, quer por comprometer a qualificação da equipa que é vice-campeã europeia de futebol e a quarta melhor do Mundo.

5 comentários:

Claudio Almeida disse...

Pedro
Eu acho que também é reprovavel a atitude dele, mas também acho que não deve haver nenhum jogador ou treinador que nunca tenha cometido um erro.

Não sei se viste as declarações dele na press conference!? acho que foram muito boas e inteligentes.

Rui Gamboa disse...

Não vi as declarações dele, pois fiquei de tal forma enervado com o jogo, que não quis ver mais nada.

Aliás, ainda bem que te antecipaste e escreveste sobre o assunto, pois enervado como estou, não ia ser tão simpatico com ele.

Já contra a Polónia ele fez uma substituição (meteu o Moutinho), onde deu o sinal à equipe para recuar e recuar foi o que a equipe fez. Resultado, eles empataram. Hoje, a mesma coisa, começou a meter jogadores que indicavam o recuo aos que estavam em campo. Claro está que eles recuaram e levaram o golo.

Ele é mau treinador. Apresentou resultados, mas teve muita sorte ao longo destes anos, muita mesmo. Lembro-me só do jogo com a Inglaterra no Mundial; se o Rooney não é expulso seríamos derrotados. É conservador, faz sempre as mesmas subsituições, tem guerrinhas que levam a que os melhores não joguem, etc.

Relembro tb a Final do Euro, em que retirou o Pauleta e colocou o Ronaldo a avançado e quebrou, por completo, o impeto ofensivo que a equipe estava a ter, por via de Ronaldo cair repetidamente em offside, por não ter rotina de jogo. Hoje, ao colocar o Ronaldo naquela posição e com a equipe a pontapear a bola para a frente, não havia hipótese, pois o madeirense não pode receber a bola de costas para a baliza, ele tem que encarar os defesas de frente. É tão elementar que até doi...

Deixo o pior para o fim. O que quer que o sérvio tenha dito, não justifica aquela acção do scolari. E o que quer que o scolari tenha dito no fim, não o desculpa, nem tão-pouco, retira a obrigatoriedade de o despedir.

Fora com ele, enquanto ainda vamos a tempo.

Claudio Almeida disse...

Vamos ver o proximo jogo. O gajo é inteligente. Devias ter visto a intervenção dele já com a cabeça fria, vê amanhã nas noticias e depois diz-me.

Pedro Lopes disse...

Caro Cláudio, eu vi a conferência de imprensa e só vi arrogância da parte de Soco(lari).

Não foi capaz de admitir que tinha reagido a quente, e que tinha errado ao tentar dar um soco (penso que é claro como água) num jogador adversário.

Veio com a conversa de que "cada um defende os seus", "eu não agredi nem tentaei agredir, eu levantei o braço para desviar do quaresma", foi mais ou menos isso. Balelas, conversa fiada de mau prededor.

Hã, a que mais gostei foi quando lhe pergntaram que explicações ía dar à FPF; ele, realmente "inteligente", percebe que lhe estão a tentar (sim, porque os jornalistas tremem de medo)perguntar se a FPF lhe vai "perdir satisfações" pelo vergonhoso gesto no final do jogo, e ele responde agressivamente, "que explicações, hã, que explicações! Eu não tenho de dar explicações a toda a hora. Quer que eu telefone agora para o presidente Madaíl?". Encerrou qualquer questão, e já mandou o aviso ao G. Madaíl........

Tá na hora de dizer Adeus a Soco(lari)

Claudio Almeida disse...

ya tens razão, mas ele hoje já veio a publico pedir desculpas! O que ele fez é claro que não se fazia, e ainda para mais um treinador campeão do mundo. Mas todo a gente tem um ponto fraco, e o dele foi naquele jogo!