15 outubro 2007

Regresso ao Passado

No final do último Congresso do PS, em 2004, José Sócrates afirmava o seguinte:




Se fosse hoje, Sócrates diria mais: não falava nos atrasos na colocação de professores, mas sim na não colocação; falava no recorde na taxa de desemprego; continuava a falar no congelamento dos salários da função pública. E teria muito mais que falar.

2 comentários:

Fábio Vieira disse...

A verdade é que há sempre tema para falar dos governos, sejam eles rosa ou laranja.
Mas na política primeiro faz-se o que interessa, depois o que se pode e só depois disto tudo (e se ainda houver dinheiro) o que se deve.

Anónimo disse...

S e fosse hoje, Socrates já não diria nada, agora, basta-lhe querer.