04 janeiro 2008

JPP; Para Reflectir

Para reflectir sobre o que pode destruir tudo o que de positivo tem a blogosfera.

"A blogosfera é tão avessa à crítica como os media tradicionais, com a agravante de que o envolvimento narcísico é tão forte que, mesmo dentro de blogues colectivos, a mais pequena fractura se torna explosiva. Os blogues não gostam de ser objecto de críticas e, como é obvio, tem uma alta noção de si próprios e estão tão cheios de autocomplacência e de elogios mútuos que consideram um anátema qualquer discurso que lhes pareça exterior e que os ponha em causa, a eles e às regras do jogo que estabeleceram."
Excerto de artigo publicado no Jornal Público por José Pacheco Pereira e retirado do Blog Abrupto, da sua autoria.

7 comentários:

Anónimo disse...

...Meu Cari Rui desculpa-me a heresia mas o JPP é um chato !!!

pedro lopes disse...

Caro JNAS,

não sei o que pensará o meu amigo Rui Gamboa acerca do JPP, mas o que eu aqui quis destacar foi o que ele escreveu, e não própriamente as suas qualidades (ou defeitos) pessoais.

Estou certo de que este parágrafo contém afirmações que merecem uma atenção especial.....pelo menos para quem frequenta e escreve nestes espaços.

Um bom ano 2008 para si e para o :Ilhas

blueminerva disse...

Pacheco Pereiro é enfadonho, o blogue de Pacheco Pereira é enfadonho, a quadratura do círculo é enfadonho, mas devemos aplaudir esta que é uma honesta auto-crítica!
Um abraço

Rui Gamboa disse...

Li o referido texto já há alguns dias. Acho que o JPP escreve bem, antes de mais, e este artigo toca em questões importantes referentes à blogosfera, como é exemplo este parágrafo.

Mas, a dada altura o artigo descamba um pouco e torna-se um pouco elitista até. Aquilo que torna a blogosfera especial e nova é o facto de qualquer um poder aceder-lhe e lançar para o mundo virtual as suas ideias, por mais maradas que sejam. E isso o JPP não gosta, ele gosta é que sejam sempre os mesmos a discutir. O JPP não quer correr o risco de outros entrarem nesse mundo fechado, porque sente-se seguro nele. Recusa-se a aceitar que possa existir vida para além dele e daqueles que com quem convive e isso chateia-me.

Sérgio_Santos disse...

"O aparecimento relativamente recente do blogging e o seu crescimento é também um sinal prometedor para o nosso diálogo nacional. Falando em termos gerais, os bloggers são cidadãos interessados que querem partilhar as suas ideias e opiniões com o resto do público.
Alguns têm coisas verdadeiramente interessantes a dizer, outros não, mas aquilo que o blogging tem de mais significativo talvez seja o processo em si. Ao colocarem as suas ideias na Internet, os bloggers estão a recuperar a tradição dos nossos Fundadores de divulgarem publicamente as suas reflexões sobre a situação nacional.
E fazem-no de uma maneira nova. Larry Lessig, professor da Faculdade de Direito da Universidade de Stanford e fundador do Center for Internet and Society, escreveu o seguinte: «As pessoas submetem um post quando querem, e lêem os blogues quando querem… Os blogues permitem o discurso público sem que os cidadãos necessitem de se reunir num espaço próprio.» Daqui resulta que o blogging se está a tornar uma importante força institucional, capaz de influenciar a vida política nacional."

Al Gore - (O ataque à razão, Lx, Esfera do Caos, 2007, p. 307/8

pedro lopes disse...

Caro Rui,

o artigo no seu todo - e este parágrafo é disso demonstrativo -, é uma crítica de JPP à blogosfera e àqueles que, como nós, por aqui andam.
Reconheço qualidades a JPP, várias até, mas neste texto ele assume-se como uma elite num lodaçal que é a blogosfera, e esta atitute desmascara a sua verdadeira essência; a de pensar que os outros não têm nada de interesse a mostrar ou escrever.
A tal "auto-crítica" de que fala a Blueminerva.
Não será por acaso que JPP não permite comentários no seu Blog.....

Mas este parágrafo também nos deve alertar para não caírmos em semelhante tentação e, mais importante, reconhecer os contributos alheios e ser tolerante para com as opiniões e posições dos outros. Há que relativizar certos assuntos e posturas nestes espaços, porque as más interpretações podem causar as tais "fracturas".

Não sobrevalorizar.......mas os anónimos são, por vezes, um problema. Haja bom senso, e todos têm lugar.

E, Sérgio, excelente contributo trouxeste tu para esta "reflecção".
Esta ideia de blogosfera, a de Al Gore (e do prof. Larry), é muito mais condizente com a minha.

Estafermococus disse...

Pedro, o JPP é uma nódoa, está tudo dito acima pelo anónimo e blueminerva, é um chato, mas este nem a coçar o eliminamos.