19 agosto 2008

Naide


Os atletas portugueses que me davam mais esperança de ganhar medalhas de ouro eram Naide Gomes, no comprimento e Nélson Évora no triplo. Entretanto, Naide está fora.


De facto, a participação de Naide no concurso de salto em comprimento feminino roçou o trágico. À primeira tentativa, Naide, como devia, arriscou tudo e fez um nulo, na segunda (de três), a atleta portuguesa cometeu aquele que deve ser o seu pior erro da carreira, pois arriscou imenso e fez novo nulo. Perante a pressão de ter de cumprir no seu derradeiro salto, Naide quebrou e hesitou duma forma escandalosa para uma atleta da sua categoria, conseguiu apenas um salto que rondou os 6,20 cm, quando precisava de cerca de 6,65. Recorde-se que Naide chegou aos Jogos com a melhor marca mundial do ano, com 7,12.

Foi impossível não ficar com pena dessa grande alteta que é a Naide Gomes, ao cometer aquele erro infantil no maior palco do atletismo mundial. Daqui a quatro anos há mais Jogos, mas aí Naide já terá ultrapassado os 30 anos.

5 comentários:

Jordao Farias disse...

Mas o que se passa com essa gente?! A falta de apoio não pode explicar tudo! Não se pode pedir mais ao nadadores – bater o record nacional já é excelente, os outros é que parece que já nasceram com um V6 de 250cv seja lá de que marca for! Mas agora desculpar um mau resultado com a velha desculpa da arbitragem, ou pior com o sono! Isso é que deixa qualquer um irritado! Falta muito consciência a muitos atletas ditos de alta competição e aos bons atletas falta muito trabalho psicológico – está aí o segredo da Vanessa!

Fiat Lux disse...

É o "complexo Mamede" a atacar de novo.

Rui Gamboa disse...

Fiat, essa do "complexo Mamede" está muito boa. O Fernando Mamede era uma fantástico atleta, que vencia quase tudo, mas que falhava sempre nos grandes momentos.

Jordão,

Houve muita desculpa ridícula, mas a pior para mim talvez tenha sido a da Telma Monteiro, que era também uma das hipóteses para as medalhas. Quanto à Vanessa, não posso estar de acordo. Ela é a melhor do mundo no trialto (ou pelo menos é isso que nos vendem as tv's) e por isso nada menos que o ouro seria bom. Sem dúvida às vezes as coisas podem correr mal, ou haver alguém que está mais forte naquele dia e perder uma corrida, que foi o que aconteceu, mas dizer que foi bom, para a Vanessa, isso não. Penso, por issso, que o psicológico, que se fala, atinge todos os atletas portugueses, de uma forma ou de outra.

Eu, a quem me tem sido mostrado uma imagem de uma Vanessa ganhadora de tudo, fiquei extremamente desapontado com o seu resultado.

Estafermococus disse...

Sim, o Fiat Lux disse uma coisa muito acertada.
Vamos esperar pelo Nélson, Rui.

SB disse...

estão a ser todos demasiado duros com os atletas portugueses. às vezes até parece que projectamos as nossas frustrações e aspirações neles. não dá para acreditar que treinem durante 4 anos para depois irem brincar às olimpiadas. é o esforço de uma vida, é a sua profissão, deram o melhor que podiam naquele momento e naquelas circunstâncias. essa maniazinha que nós portugueses temos, talvez com origens sebastianistas, de criarmos heróis como quem cria uma marca que, pouco tempo depois, deixa de estar na moda e passamos à crítica é, a todos os títulos, abominável.

(ah e que eu saiba a vanessa nunca foi a melhor atleta do mundo na sua modalidade...repara que no mesmo ano (2008) em que ela ganhou uma taça mundo, desistiu no campeonato do mundo e ficou em 10.º noutra prova mundial... e porque é que com este curriculo se afirma que ela é a melhor a nível mundial??!)