06 janeiro 2009

Sic

Da entrevista de Sócrates, realce para a total ausência de qualquer novidade. Talvez a mais importante não-novidade será mesmo o autismo de Sócrates. Realce também para os entrevistadores: o José Gomes Ferreira parece um desenho animado e o Bill O'Reilly, digo o Ricardo Costa....vamos a ver, o comportamento do Ricardo Costa só pode ser explicado porque o seu ego consegue ser maior que a sua testa. Porque se é verdade que o Sócrates não é engenheiro, também é verdade que foi eleito e é o Primeiro-Ministro, merecendo por isso um tratamento nada mais que normal, desta forma o episódio das "ventoinhas" - ver o vídeo que o nosso amigo Activista de Sofá colocou - foi, para ser simpático, desnecessário.

Já agora que se fala na SIC, nós por cá preferíamos a Roda da Sorte.

5 comentários:

Anónimo disse...

Entrevista de Sócrates?
Não vi...e não gostei :)

Fiat Lux

pedro lopes disse...

Rui, não ponho de parte que este comentário de Ricrado Costa possa ter sido algo brejeiro. Mas, se não se cortar a palavra a Sócrates, endireitando e conduzindo as suas resposta na direcção dos factos, então Sócrates desfia o seu novelo a seu Bel-prazer. Ele fecha-se em copas e é muito perspicaz, por isso há que ser “duro” com ele.
Eu aprecio particularmente o estilo pragmático e objectivo de Ricardo Costa.

Rui Rebelo Gamboa disse...

Pedro, mais um exemplo do Ricardo Costa: uma pergunta sobre um assunto que não me lembro qual, ele diz, responda a isto, que eu li os dossiês e sei tudo...

enfim...ego

O Regedor disse...

importa ser duro e frontal, mas acho que o Ricardo Costa devia ter mais respeitinho quando entrevista o primeiro ministro, seja ele qual for.

Anónimo disse...

Gostei particularmente da parte que o Ricardo Costa disse que tinha lido a constituição e que não havia dúvidas, é inconstitucional!
Há uma grande diferença entre ser agressivo e deselegante.