05 março 2009

Fala quem sabe



Agora, retire-se a parte das "duas ou três legislaturas" e acrescente-se à "anemia", extrema divisão interna e temos o diagnóstico do PS Açores.

6 comentários:

Voto Branco disse...

Ai... ai... ai...

Já se esqueceram do "Cavaquismo"?

Voto Branco disse...

Parece-me que este unanimismo não é mais nem menos do que outros "ismos":
Salazarismo
Goçalvismo
Carneirismo
Soarismo
Cavaquismo
Guterrismo
Ai... Ai... Ai... Ai...

Voto Branco disse...

Será quem dizer mesmo unanimismo???
Ora vejamos...
"O unanimismo foi um movimento poético francês, do início do século XX que, em reacção contra o individualismo e as estéticas do descontínuo, procurava criar laços entre os grupos humanos, interpretando a sua alma e a sua vida. O unanimismo acredita na possibilidade de uma alma "unânime", que confia na solidariedade e na importância da colectividade para fazer face às situações reais e ameaçadoras da vida moderna. Jules Romains, guiado pela obra do naturalista Zola, foi o fundador do movimento, preconizando a representação da psicologia colectiva na arte em vez da alma individual. A sua obra expressa uma filosofia segundo a qual os seres humanos devem considerar-se como criaturas sociais e fraternas.
Ao tentar a totalização de todas as possibilidades sensoriais e afectivas da humanidade, em todo o espaço, tempo ou circunstâncias, num mesmo processo psíquico individual, o sensacionismo de Álvaro de Campos, heterónimo de Fernando Pessoa, faz o mesmo que o unanimismo francês. Campos é um sensacionista para quem a sensação é tudo, mas é, ao mesmo tempo um unanimista ao procurar unir em si toda a complexidade das sensações."

Rui Rebelo Gamboa disse...

Caro Voto Branco,

Compreenderá que quem usou o termo foi o próprio Cravinho. Por mim, agradeço a breve explicação sobre o verdadeiro significado da palavra.

Já quanto à comparação com líderes, nalguns casos será feliz, noutros nem tanto.

Voto Branco disse...

Caro Rui,
É claro que não me referia a si quanto ao termo "unanimismo"!
Já ouviu a frase "todos diferentes, todos iguais"? No minimo, todos tinham ou têem uma personalidade forte e vincada. Obviamente que não entrei no campo da avaliação do desempenho de cada um daqueles "ismos".

Rui Rebelo Gamboa disse...

Mas, como lhe digo, nalguns casos foi feliz...não me peça para especificar...please ;)