22 março 2009

LOBOTOMIA FUTEBOLÍSTICA

Não gosto de Lucílio Baptista. Sempre o achei um árbitro medíocre, com tendência para jogar para o empate. A táctica foi sempre simples: apitar muito, apitar faltas atacantes, apitar faltas a meio do campo, conduzindo o o jogo até ao fim sem mais sobressaltos. Eis Lucílio Baptista na sua essência. Faz parte de uma escola de arbitragem que chegou longe em Portugal, pois quase todos os árbitros em Portugal fazem parte da mesma. Por isso, entre outras razões, defendi e, por maioria de razão, reforço agora essa ideia, que os jogos do Benfica deviam ser apitados por árbitros estrangeiros. A tendência para serem condicionados é bem menor e consequentemente diminui a possibilidade para o erro. Se eu quisesse justificar o que se passou na final da Taça da Liga, bastava-me relatar aqui os erros cometidos ao longo da sua carreira pelo dito árbitro contra (sempre contra) o Benfica.
No entanto, hoje, falo apenas do Sporting e da Comunicação Social. Comecemos pelo primeiro. Depois de terem chegado à final ganhando ao Rio Ave com um golo em fora-de-jogo (4 ou 5 metros), que o fiscal-de-linha não poderia deixar de ter visto, e de terem eliminado o patrão com dois penalties inexistentes, vem agora o Presidente da agremiação, antes de jantar, dizer que o Sporting ganhou o jogo (naturalmente estaria a querer imitar o declamador de poesia com a sua habitual e fina ironia) e que o resultado era uma mentira, um roubo, blá, blá..., devidamente secundado por treinador e jogadores, que chamaram tudo o que lhes aprouve ao árbitro, sendo o epíteto mais suave "ladrão". Obviamente, espero que a Comissão disciplinar da Liga tenha a mesma atitude que teve quando decidiu castigar o grego Katsouranis com dois jogos de suspensão, depois deste, em mau português, ter qualificado a arbitragem de um major da GNR de forma mais suave. É que aqueles sabem muito bem (ou deveriam saber) o que disseram, pois só falam a língua de Camões (mesmo que só leiam revistas sociais) enquanto que o desgraçado do Katso... Mas tal verborreia não passa de uma atitude de pura HIPOCRISIA. Com efeito, dizem-se prejudicados, mas nada fazem para ajudar o Benfica na sua luta pela limpeza do futebol português, acabando com aquilo que Dias da Cunha classificou como SISTEMA. Contra este, nada fazem. Pelo contrário, não perdem uma única oportunidade para prestar vassalagem a quem foi castigado desportivamente por corromper árbitros em Portugal, eventualmente na mira de ficarem com as migalhas que lhes deixarem. É, pois, uma espécie de neutralidade colaborante, cujo objectivo é apenas derrubar e exterminar (de preferência) o Benfica. Aliás, o seu objectivo em cada campeonato é apenas vencer o Benfica, mesmo que desçam de divisão. Para eles, tudo o mais é secundário. Talvez tenha chegado a hora de pararem para pensar, em vez de entrarem em histeria colectiva. Relativamente a ontem, nada que um duche de água fria não ajude a passar.

A Comunicação Social, ou melhor, porque há ali excelentes profissionais, os jornaleiros, paineleiros e comentadeiros apresentaram-se hoje como sanguessugas a vilipendiar o Benfica e Lucílio Baptista, acusado do crime de lesa-pátria. Claro que são os mesmos que nos últimos 25 anos têm permanecido cobardemente caladinhos, ao ponto de serem os jornais generalistas a denunciarem e noticiarem tudo o que se passa à volta do Sistema. Alguém viu os jornais ditos desportivos importarem-se com a corrupção no futebol português? Algum dia, alguém os viu investigar e denunciar aquilo todos sabem que ocorre nos campos de futebol ou em Canal Caveira ou nalgum café duma certa cidade deste país? Alguém os viu afoitos a pronunciarem-se tão ferozmente sobre a arbitragem do major Pedro Henriques e, sobretudo, sobre a hilariante explicação que este deu sobre a decisão que teve no jogo Benfica-Nacional, quando estava numa posição em que não podia deixar de ver o que todos nós vimos e apenas ele não viu (ou viu)? Alguém os viu preocupados em denunciar o que esta época se tem passado com os consecutivos prejuízos que o SISTEMA tem causado ao Benfica, ao ponto deste clube ser impedido de ganhar o campeonato, por causa de, entre outros factores, arbitragens escandalosamente anti-Benfica? Claro que não! Isso não importa! O que importa é o Lucílio, que é de Setúbal, e o Benfica, que é de Lisboa, e nessas terras, ao contrário doutras, ninguém lhes faz qualquer "espera" para lhes lembrar "a esquina da memória". Eles sabem bem que, como cantavam os Trabalhadores do Comércio, "Ou tás quetinho ou lebas no focinho". A culpa, naturalmente, é do Egas Moniz e do seu prémio Nobel!

Aguardo tranquilamente as restantes oito jornadas do campeonato. Está bem SISTEMA?


P.S: Tal como com os sumaríssimos, os actos de contricção dos árbitros só acontecem quando beneficiam o Benfica. Felizmente! Caso contrário imaginam os noticiários depois de jogos (do Benfica) como em Vila do Conde, em Guimarães, no Porto, em Belém, na Catedral, contra Setúbal e Nacional ou em Matosinhos (duas vezes)?! Seria enfadonho, não?*

*(Obrigado, Tiago Pinto)

20 comentários:

Voto Branco disse...

Cá "temos" o Sr. José Gonçalves no seu melhor. Um verdadeiro gladiador na luta contra o sistema!
Se este sistema tem 30 anos (reporto-me a um seu comentário) o que é feito dos 30 anos anteriores? Nessa altura não havia sistema? Claro que não... passavamos a Ponte da Arrábida e já estavamos a perder. Pronto já sei, tudo isto são meus delirios!
Enquanto se preocuparem com o que se passa no "Condado Portucalense" e justificarem os fracassos desportivos com a Pintocostice, jamais irão ser um clube de sucesso.
Eu até estou de acordo com a sua proposta de árbitros estrangeiros, e até lhe digo mais, podem escolher à vontade a nacionalidade deles! Duas vezes Campeão Europeu, Uma Taça UEFA, 1 Supertaça Europeia, 2 Taças Intercontinentais, uma final da Taça das Taças (este ano ainda estamos em prova), são factos que nos fazem encarar de bom grado a sua proposta.

Voto Branco disse...

PARA A VIRGEM PÚDICA:
"Sporting-Belenenses 1981/82, primeira jornada:
O Belenenses chega ao intervalo a vencer 0-2, na segunda parte, 2 penáltis e 4 expulsões todas contra o Belenenses, dão o mote para o que se passou, um veio a ser Campeão, o outro desceu de divisão pela primeira vez, apesar do 2-2 final. Mario Luis de Santarém, o arbitro, ficou conhecido pelo Chines, por ter mais tarde acompanhado uma digressão do Sporting, depois de ter roubado escandalosamente o FCP numa finalissima da Taça de Portugal, que o SCP ganhou por 2-1.
4º-Belenenses-Benfica, 1997, 2ªvolta: A 10 minutos do fim o Belenenses vencia por 1-0, depois veio um golo fora de jogo, e uma bola que não entrou, mas que o fiscal na linha de grande àrea validou, virando o resultado. Vitor Pereira ao ver as imagens e o resultado completamente falseado, pediu inédita e nobremente, um mês de auto-suspensão da arbitragem.
3º-Benfica Belenenses, 1972, 2ª volta:
Se o Belenenses ganhasse passava para 1º com vantagem no confronto directo. Aos 42 minutos com o Belenenses a vencer por 0-1 e um jogador encarnado expulso, isola-se um jogador para o 0-2, mas é rasteirado por trás na àrea. Penálty e expulsão do 2º jogador encarnado. Há invasão de campo, o jogo não é retomado, a federação decide anular o jogo e repetir de novo.
O Belenenses foi vice-Campeão. Os invasores ganharam aquele que é até hoje o único campeonato ganho sem derrotas, ...pois.
2º-Belenenses-Sporting, 1955, ultima jornada:
Se o Belenenses ganhasse seria Campeão pela 2ª vez. Com o resultado em 2-1 há um golo mal invalidado que daria o 3-1. Já antes tinha havido um penálty não assinalado a favor do Belenenses. O sporting marcou o 2-2 a 4 minutos do fim dando o titulo ao clube da Luz que veio a descobrir-se havia pago ao árbitro.
1º- 1959, Benfica-CUF, ultima jornada:
Para ser Campeão precisava de ganhar por mais 4 golos que o FC Porto que jogava à mesma hora fora com o Torrense. O FCP venceu por 3-0, sendo o ultimo golo a 20 segundos do fim, quando já estava 7-1 na Luz.
O arbitro que marcou 3 penaltis, expulsou 3 jogadores da CUF e prolongou para lá dos 10 minutos a segunda parte, mas não chegou!
Inocêncio Calabote, árbitro da Comissão de Évora, foi escolhido para apitar esse jogo, foi a 1ª Irradiação na Arbitragem.

QUEREM MAIS??? QUEREM QUE VOS FAÇA UM DESENHO???

Toupeira disse...

Voto Branco
Você não conhece a história do Torreense-Porto de 1959, pois não?
e que se conhecesse não falava assim. Relativamente ao jogo com a CUF, naturalmente errou nos factos mas isso não importa. A lobotomia está feita. Mitificaram a coisa i disso não vão sair. Na realidade o FCP ganhou o campeonato. Já que conta tantas histórias, vá-se informar da de Torres Vedras, vá lá e creia que não mais falará em calabotes.Vá...

Rui Rebelo Gamboa disse...

Excelente texto, caro José Gonçalves. Realmente, as nossas atarefadas vidas, fazem-nos esquecer muito depressa os muitos erros que vão custando muito ao Benfica. Ainda bem que há quem esteja alerta, ainda bem mesmo!

Caro Voto Branco,
Penso que está mais que na altura de deixar de falar do que era antes do 25 de abril. Primeiro, porque não é assim tão liquido que o Benfica fosse muito beneficiado. E, segundo, porque temos é de olhar para o futuro; neste caso, temos mesmo que olhar para os últimos 20/25 anos, porque o futuro será [como se constata] o seguimento desse passado recente. Em oposição, o passado antes do 25 de abril é um capítulo fechado. Há uma diferença abissal entre as duas situações.

Depois, meu caro Voto Branco, o argumento das conquistas europeias também é facilmente desmontével. Senão vejamos, o elan, ou em bom português, a embalagem que dão as imensas vitórias internas é um factor importantíssimo para o sucesso fora de portas. Como bem sabe ,em Portugal há a mania de despedir treinadores quando há 3 derrotas seguidas [ou menos] e isso é meio caminho para quebrar toda a dinâmica que se quer e que é essencial para uma equipe vitoriosa. Assim, com as vitórias internas como um dado adquirido, essa dinâmica e o espirito de equipe seguem logo atrás.

Por fim, quero falar do Sporting, que foi prejudicado ontem. Não houve, estou certo disso, premeditaçao, nem muito menos, arranjos, tipo R. Teles. Houve um erro, ponto. Também não é correcto dizer-se que isso é que ditou a vitória do Benfica, o penalty foi marcado ainda faltavam uns bons 15 min. para o fim, ou seja, mesmo que não tivesse sido marcado, o Benfica poderia ter marcado, como aliás a tendência do jogo levaria a crer. Mas, a verdade é que o Sporting tem um complexo em relação ao Benfica [parece-me que o do Porto é bem pior] que o faz não lutar contra o Sistema. Com efeito, pode-se comprovar todos os fins de semana essa psicose nos cânticos que se ouvem nos estádios onde jogam lagartos e tripeiros, sempre com o Benfica em mente. Ou aqueles cachecois paradigmáticos que dizem coisas tipo "antes morto que benfiquista" e afins. Nunca se ouviu, nem se ouvirá num jogo entre o Benfica e outra equipe, os adeptos da Luz cantarem contra os seus rivais. Estamos bem acima disso. Deste modo, parece-me que, em nome da verdade desportiva e só isso, o Sporting tem que deixar de lado esse complexo e lutar contra o que está verdadeiramente mal no futebol em Portugal, a direcção do FCP.

Como antes disse, qualquer pessoa de boa fé, não pode esconder o facto da pintacostice ser a maior praga que atingiu o futebol português nos últimos anos. Todos ficaremos muito melhor no dia em que ele sair. Nessa altura, as vitórias do Porto não estarão sob a suspeita actual...

Rui Rebelo Gamboa disse...

Já no postal do Pedro Lopes tinha dito que não sei como o Derlei não levou vermelho, mas também o Gordemback e....o Polga que malhou até mais não poder no Suazo, de tal forma que o hondurenho não joga mais até ao fim da época.

Aqui entre nós, Zé, talvez seja melhor assim, porque prefiro o Cardozo e não há maneira do Quique 'Burro' Flores o por, quando o Suazo está disponível.

Voto Branco disse...

Sr. José Gonçalves, leia com atenção, olhe que eu sei o que falo, passo-lhe a relatar:
"A ORIGEM DE "CALABOTE"
22 de Março de 1959... Porto e Benfica estão empatados na classificação,
na última jornada do campeonato! No confronto directo entre ambos,
havia um empate 0-0 na Antas, e um empate 1-1 na Luz (mas, na altura,
não havia essa modernice dos golos fora de casa...). Assim sendo, tudo
se decidia por "goal-average".

O Porto tinha 78-22, o Benfica 71-19, ou seja, o Benfica precisava de
ganhar por uma diferença superior a 4 golos em relação ao Porto!

O Porto jogava em Torres Vedras, com o Torreense (a precisar da vitória
para não descer). Entre muitas coisas estranhas, no banco do Torreense
estava sentado um dos treinadores do Benfica, Valdivieso...

O Benfica recebia a CUF na Luz, onde houve de tudo! Árbitro?
Inocêncio Calabote!
O jogo do Benfica começa muito mais tarde do que o do Porto
(os jogadores do Benfica só entraram em campo quando o jogo do
Porto começou!). Ao intervalo, 4-0, com o guarda-redes da CUF,
Gama, a ser substituído, dada a sua prestação na primeira parte
ter sido muito duvidosa! O Porto, ao intervalo, ganhava 0-1.

Nesse mesmo Benfica-CUF, 3 golos do Benfica foram obtidos de
grande-penalidade! Refira-se que foram todas convertidas por
José Águas, que com estes 3 golos passou Teixeira, jogador
do Porto, na lista de melhores marcadores... Mais uma pérola!

O Porto, perto do fim, marca 2 golos, um dos quais mesmo sobre os
90', e fica a ganhar 0-3! O Benfica vence 7-1, com o Sr. Calabote mais
uma vez em evidência na parte final, ao decidir conceder um tempo de
descontos absurdo! Consta na altura que o jogo do Benfica acabou
mais de 15 minutos depois do jogo do Porto, mas atendendo ao começo
tardio, a imprensa "sulista" da época registou (apenas) uns anormais
7 minutos de descontos na Luz... SETE!

Era o desespero! Consta que nesses minutos finais foi um massacre
como nunca se viu, mas a bola não quis entrar! Os jogadores do Porto
ficaram em campo, após o final da sua partida, à espera do desfecho
do Benfica pela rádio!

"O árbitro era o Calabote - houve erros inaceitáveis na Luz, com uma
sucessão de golos incríveis. O guarda-redes era o Gama, que seria
substituído. Os jogadores do FC Porto ficaram no campo à espera
que acabassem os golos na Luz", conta Homero Serpa, jornalista
d'A Bola na altura. Repararem no pormenor, "à espera que
ACABASSEM os golos na Luz"!
Foi o último jogo de Calabote, que seria irradiado pelo sucedido
nessa jornada... "
É MENTIRA?

Caro Rui,
"Em oposição, o passado antes do 25 de abril é um capítulo fechado"... as palavras são suas, mas então não nos chateiem com a mania do maior clube português...
Sabe que a grande diferença entre o Pinto da Costa e os outros? É o Sr. Pinto da Costa percebe de futebol, sabe dizer as coisas certas no momento certo, sabe dar apoio aos treinadores, não critica os jogadores em praça pública... é uma caso à parte. Para lhe lembrar o Sr. Fernando Martins ainda hoje é amigo pessoal do Sr. Pinto da Costa, aliás o FCP fica sempre no hotel dele quando se desloca a Lisboa. Quando o Sr. Fernando Martins era Presidente, que sabia o que fazia, o Benfica ainda ganhava campeonatos... e o Pinto da Costa já era Presidente, portanto esse sua tese é muito "básica"!
Não me diga que no Estádio da Luz não se ouve insultos aos outros clubes, isso é pura MENTIRA... parece que lhe terei que começar a gravar algumas coisinhas. Já agora, pelo menos não atiramos VERY-LIGHTS contra ninguém... uma das maiores vergonhas do futebol português... portanto não me fale em comportamentos dos adeptos.
Saudações

Voto Branco disse...

Sr. José Gonçalves,
O FCP ganhou o campeonato, eu não disse o contrário... disse? Mas fizeram tudo para que não ganhasse!
Saudações

Toupeira disse...

Voto Branco
Não foi o José Gonçalves que lhe lembrou a história de Torres Vedras. Fui eu. E pelos vistos continua a não saber o que lá se passou. Que tal ler o Norte Desportivo, para maior isenção?
Veja lá os golinhos no último minuto, veja lá as expulsões, veja melhor as histórias de guarda-redes e, já agora, tente lá percer por que carga de água o Calabote tão corrupto, como você diz, tendo o SLB marcado o último golo aos 37 minutos da 2ª parte, e caso o jogo tenha sido prolongado, como você diz, 15 minutos, não conseguiu em 15+8=22 minutos (vinte e dois minutos!!!) arranjar mais um penaltizinho, o próprio SLB não conseguir macar normalmente mais 1 golinho. é que lembre-se se o SLB marass mais um golo era campeão. Porque raão não o conseguiu? Mistério!
Por acaso sabe porque (as verdadeiras razões, não o pretexto) foi o Calabote irradiado, sabe? Duvido, mas isso não lhe vou explicar! Terá de descobrir e pelo que já vi você é um ivestigador nato!

Toupeira disse...

quando o Fernando Martins era presidente do benfica o porto ganhou dois campeonatos, se não me engano. E o Fernando Martins era um tóto então não se gaba de ter mostrado os contratos dos jogadores do SLB ao Pinto. Ajudou a dar no que deu!Dragão de Ouro, já!

Voto Branco disse...

Sr. Toupeira,
Antes de mais as minha sinceras desculpas pela confusão com o Sr. José Gonçalves! Como disse, uma simples confusão no meio de uma discussão acalorada, desde já me penitencio.
Quanto ao caso Calabote, posso-lhe garantir que a investigação será feita, pois não está satisfeito! Mas da próxima vez pode ter a certeza que não terá hipóteses de dizer que é um "mito".
Mas para lhe alimentar a curiosidade, digo-lhe uma coisa... relatório falseado... Amanhã se os autores deste blog permitirem poderei publicar a verdadeira hitória, com todos os factos da história. A bem da verdade!!!
Saudações

Voto Branco disse...

Se não fosse o Fernando Martins, não tinham o 3.º anel!
Pelos vistos era um tótó que ganhava campeonato e era um grande europeu... mas se quisser posso-lhe também fazer essa investigação. Não me custa nada!
Eu gosto de factos...
Saudações

Rui Rebelo Gamboa disse...

Caro Voto Branco,

Não sei se fez essa confusão deliberadamente ou sem querer. Em qualquer caso, passo a explicar:

Quando se fala em questões ligadas à arbitragem é que convém não falar sempre no passado, pela simples razão que não vai resolver nada para o futuro. Na hipótese que o Benfica tivesse sido beneficiado no passado antes do 25 de abril [que ainda falta provar se assim foi, pois não é com um jogo apenas que se sustenta essa tese, porque o Estado Novo durou muitas décadas], isso é passado e, isso sim, um capítulo fechado.

Por outro lado, o FCP ser beneficiado nos últimos 20/25 anos não é um capítulo fechado e deste modo, há que olhar para esse passado, para se poder tentar resolver o futuro.

Por isso, como vê, nada tem que ver com o facto de ser "o maior clube português", usando a sua táctica, recorro também às suas palavras ;). O Benfica é, de facto, o maior clube português devido, em parte, às suas conquistas passadas, é verdade, mas principalmente porque é o clube que mais movimenta massas, capital, mercado, informação, enfim, é o clube que mais movimenta tudo aquilo que interessa neste mundo em que vivemos. Mais, o Benfica é o maior clube do país e um dos maiores do mundo porque tem algo que nem Sporting, nem muito menos, Porto, podem sequer pensar em ter, é um clube do mundo e não um clube regional, que apenas tem sucesso porque é dirigido por uns mafiosos caceteiros, que intimidam todos.

Espero que tenha ficado claro.

Jordão disse...

“Arbitragens escandalosamente anti-Benfica” eu já vi esse filme. No fim o Porto ganhou por dois a zero. Deu na Telecine-1, logo a seguir do Calabote, que também é um bom filme!
Que continuem assim por muito e longos anos! A culpa é sempre dos outros! Ok?!
Depois vê-se o resultado. Melhor do que o FC. Porto na Champions (palavras que muita gente têm dificuldade em pronunciar) só mesmo o Manchester (só que com uns milhões de euros a mais).
Já agora, este ano, na Taça UEFA (que supostamente os senhores iam ganhar) a culpa também foi das “arbitragens escandalosamente anti-Benfica”?!
Mais, o vosso tão adorado Quique já ganhou um bilhete de ida quando respondeu que “também já fez milhares de simulações!”.
Outro filme, que ainda não vi mas já sei o enredo: no mês de Agosto vão chegar, de avião particular e, em directo para as TVs, mais meia dúzia de estrelas (cadentes), que ganham milhões e não dão nada. E que vêem substituir: os Aimares, Suazos, Reias e por ai fora! E os senhores são, mais uma vez campeões de Agosto!

Caro Rui “os adeptos do Benfica cantam contra os seus rivais? Sempre que vou ao estádio da Luz oiço mais (muito mais) a claque adversária. Essa dos cachecóis e cânticos é melhor não falarem porque todas as claques são más mas a que tem os seus membros ou a monte ou na cadeia, vestem de vermelho e alguns de cor-de-rosa.
Essa de que o Porto ganhou tudo lá fora porque ganha em casa, não lembra a ninguém. O Porto ganhou tudo lá fora porque era a melhor equipa e ponto final.
Não tenho a menor dúvida de que de o Pinto da Costa nascesse benfiquista (que o Diabo seja cego, surdo e mudo) Portugal seria uma monarquia e ele o Rei.
Ele tem o dom de transformar jogadores e técnicos vindos do nada ou que foram rejeitados, excluídos escorraçados, humilhados de outros lados (Mourinho, Manich, Deco e muitos mais) em verdadeiros craques. Mais nada!
Por mim podem ficar com os títulos virtuais de maiores do Mundo, da Galáxia, ou mesmo do Universo com ou sem os milhões de supostos adeptos no estádio ou a sete palmos. O que é certo é o que F.C.P vai ganhando tudo o que seja bem real e palpável!

Já viram se já existissem os tais meios tecnológicos? O que é que agente estava a discutir nesse momento?(Se calhar coisas muito mais importantes para o futuro do nosso país mas não saberia ao mesmo) O futebol é lindo por isso mesmo!



Um abraço

Rui Rebelo Gamboa disse...

Jordão,

Não podes negar o facto da estabilidade que é conferida a uma equipe por via das vitórias, é essencial para o sucesso. Ou seja, como disse, as vitórias internas do FCP são metade [ou mais] da receita para o sucesso exterior. Isso é certo e sabido. E tem ainda mais importancia no contexto português em que os treinadores não duram tempo nenhum.

No resto, eu sou um moderado na questão das arbitragens. Prefiro, como já se viu aqui, falar do futebol propriamente dito. Não alinho pelas causas externas para o insucesso do Benfica, nem alinho pelas causas externas para o resultado da Taça da Liga. Acho que o Quique é mau treinador [criei uma etiqueta 'o quique é burro'] e acho que a actual direcção do Benfica não tem a capacidade de visão de futuro exigível a um clube daquela dimensão. Isso comprova-se exactamente na aquisição de jogadores em curva descendente, como o Reyes e o Aimar.

Agora, repito, nenhuma pessoa de boa fé pode negar que o Pinto da Costa e co. lda. enjoam a corrupção, mafiosidade e tudo mais. Dava para fazer um filme [já se fez, mas não vi] que poderia rivalizar com o Padrinho. E enquanto esses mafiosos não desampararem a loja, todos os sucessos do porto [interna e externamente] estarão sempre sob uma suspeição terrível.

ps: das vezes que fui à luz [poucas, uma dezena entre o dois estádios] nunca ouvi cânticos que falasse do porto ou do sporting. E na tv, é sempre a mesma coisa, quando jogam porto ou sporting com outras equipes, é um tal ouvir "Slb, SLB, SLB, Glorioso [claro que os psicóticos cantam outra coisa] SLB..."

Por mim, nem com árbitros estangeiros isso ia ao lugar. Teria de haver uma intervenção séria do Estado, desde a imposição de tectos salariais, à regulamentação da acção dos agentes, passando pela obrigatória acusação/condenação [em tribunais civis e não desportivos] dos culpados de corrupção.

MORTE AO SISTEMA!

CAVP disse...

Caro José Gonçalves,

É um gozo ler este texto...muito bom

MAs o melhor era prender todos os dirigentes de futebol...

..não esquecendo de abrir os olhos Às pessoas para verem que o futebol não dá pão, mas reflecte aquilo que nós somos enquanto sociedade!!!!

Voto Branco disse...

Caro Rui, Pedro e José,

Gostaria de propor a postagem de um texto, o qual foi "encomendado" por uma Toupeira que "fuça" (sem ofensa para a digna toupeira) neste blog.
Teria muito prazer em publicar a minha investigação sobre a verdadeira história do Sr. Calabote.
Não serão os benfiquistas verdadeiramente democratas?
Aqui fica a minha proposta!

Rui Rebelo Gamboa disse...

Caro Voto Branco,

By all means... envie para o mail da máquina, está aí na barra lateral, ou então para o meu próprio, ruirebgamboa@sapo.pt Terei muito gosto e estou certo que os meus comparsas também de postar a sua investigação.

Cá a espero!

Voto Branco disse...

Caro Rui,
Apenas é uma visão, a qual mostra passo a passo a verdadeira história!
Em breve receberá o texto.
Obrigado e saudações

pedro lopes disse...

Caro "Voto Branco",

da minha parte não há qualquer inconveniente...antes pelo contrário. Por isso, força, envie o texto. {o único "problema" é o "Toupeira" tb querer publicar resposta :) }

Caro José,

longe de mim começar a esgrimir argumentos contra a tua brilhante "declamação de poesia". :)

Conhecendo o teu suporte argumentativo, e os teus arquivos Benfiquistas, não vou entrar por ai.
Mas, meu amigo, esta Taça vai manchada de verde e branco para as vitrines da Luz. Poderás testemunhar isso na tua próxima visita à capital. ;)

Lucílio Batista preferiu decidir com base na "percepção" (palavra do próprio) do fiscal de linha que estava a 50 m de distãncia e que somente via as costas do Pedro Silva. O Outro - o que estava de frente para o lance - que afirmou "não ter visto nada", não foi levado em conta, pois quem decide é o árbitro. (foi pró empate, como diz o José G.)

Quanto ao Sistema; Bem, o Dias da Cunha chegou a ter a coragem de os chamar pelos nomes. Lembram-se???

Rui Rebelo Gamboa disse...

pois foi, chamou e andou. agora o filipe 'langaia' soares franco parece que tb sofre da psicose anti-Befica, por isso não entra pela única forma de se derrotar o sistema, lutando ao lado do Benfica...mas em segundo plano, é que o Sporting não tem a dimensão do Glorioso ;)