11 março 2009

Serviço Público




PORTO SANTO à descoberta do tesouro... *

Após longos dias no mar, os navegadores portugueses chegaram ao Porto Santo e atribuíram-lhe o nome que nos faz adivinhar a tranquilidade, a beleza e a serenidade que encontraram. Nos dias de hoje, o Grupo SATA oferece-lhe uma forma mais cómoda de descobrir a ilha dourada onde viveu Cristóvão Colombo.Aproveite os voos directos da SATA Internacional ao Sábado entre Lisboa e o Porto Santo ou os voos diários da SATA Air Açores entre o Funchal e o Porto Santo e desfrute dos nove quilómetros de paisagem quase primitiva que oferecem umas férias relaxantes em tons quentes de amarelo e castanho. Mas a tranquilidade constitui apenas uma escolha por entre a panóplia de actividades que o Porto Santo proporciona. Revigorantes passeios a pé, desafiantes tacadas no novo campo de golfe, partidas de ténis, emocionantes desportos náuticos e uma animada vida nocturna constituem apenas algumas opções deste destino inesquecível.Não se esqueça de reservar algumas horas para descobrir a casa onde Cristóvão Colombo preparou a sua viagem à América, hoje transformada, entre retratos, mapas e escritos, num memorável museu. Na viagem de regresso a Lisboa, uma ilha cálida e paradisíaca não lhe sairá da mente.

DoFUNCHAL - tarifa de ida e volta desde112.14€ 4000 milhas

DeLISBOA - tarifa só de ida desde51.09€ 5600 milhas


* Publicidade enviada para o meu e-mail

5 comentários:

Voto Branco disse...

Solução: Mais autonomia!

Gaspar disse...

Pelas minhas contas, bastariam 150 euros para ir dos Açores a Lisboa.

Fiz bem as contas?

José Gonçalves disse...

Caro Gaspar
Qualquer coisa à volta disso já era bom. Não podemos esquecer é que a SATA está a ser paga como serviço público (cada bilhetinho é uma mina)e a praticar preços concorrenciais em outras paragens e a inaugurar rotas para destinos inimagináveis, não se vislumbrando onde é que está o serviço público numa rota PDL-Milão ou Funchal-Canárias (estes preços são uma pechincha). Aliás, a questão é: a SATA tem razão de existência num país com 10 milhões de habitantes? Aceito esclarecimentos, mas não me venham com a Diáspora. Esta já tresanda, porque é usada e abusada para tudo e mais alguma coisa e, como bastas vezes acontece, é igualmente prejudicada quando quer regressar às origens. Por isso, a razão é mesmo saber se a SATA tem razão de existência (não me venham com a autonomia!).

pedro lopes disse...

Recordo que em tempos idos (século passado), nós, Açorianos, quixávamo-nos do facto da TAP praticar preços demasiado elevados para as rotas de e para os Açores, enquanto que para outros destinos esses preços, sem a chancela de "serviço público", eram muito mais baixos.


Bem, se não é isso que a "nossa" companhia nos está a fazer agora, então esta publicidade não chegou ao e-mail do José Gonçalves!!

Responderão alguns, que tal facto se deve à necessidade da SATA concorrer com outras companhias para essas rotas.
Então talvez o melhor seja abrir o mercado dos Açores a outras companhias, para que a SATA se sinta obrigada a concorrer e, assim, baixar os preços das passagens........e não só em 10% dos lugares em alguns vôos!!

É que já nos basta pagar os impostos que financiam a SATA!

Voto Branco disse...

Caros amigos bloggers,
S(em)
A(lma)
T(rafulhamos)
A(çorianos)...
É uma autêntica burla o que estes senhores (e todas as outras companhias aéreas) promovem! O preço dos combustiveis desceu de 147USD/barril para 41,40USD/barril (cotações de hoje), e até já estiveram mais baixos. O preço dos bilhetes desceu? Fazer promoções com a margem de lucro dos combustiveis é justo? A isto cham-se promoção? Até o jornalinho à "borlix" vai acabar!