03 maio 2009

Juego del Viento, Sombra del Angel

"Uno de los primeros recursos propios del escritor profesional que Isabella había aprendido de mí era el arte y la práctica de procrastrinar. Todo veterano del oficio sabe que cualquier ocupación, desde afilar el lápiz hasta catalogar musarañas, tiene prioridad al acto de sentarse a la mesa y exprimir el cerebro. Isabella había absorbido por ósmosis esta lección fundamental y al llegar a casa, en vez de encontrarla en su escritorio, la sorprendí en la cocina afinando los últimos toques a una cena que olía y lucía como si su colaboración hubiera sido cuestión de varias horas."
Záfon, Carlos Ruiz, El Juego del Angel, pág. 412, Edição espanhola da Editora Planeta.
Disponível em português na Dom Quixote.
Um excerto de um dos livros que no último ano me deu mais prazer a ler. Li o original em castelhano, quase 700 páginas, comprado numa livraria de Santiago de Compostela. Confesso que para quem gosta de emoções fortes, é um experiência única. Antes lera A Sombra do Vento, igualmente genial.
Advirto que há quem considere Carlos Ruiz Záfon um autor (imaginem os aficcionados) "light"! Será para rir?

19 comentários:

Grilo de Ermesinde disse...

Esta merda é uma PASCOALICE!!!!!!!!!!!

Tone Mouco de Ermesinde disse...

Chamem por favor a Toupeira Real!
Guilhotina com as Pascoalices... mas que raio de mania... Pascoalices a M(Ilhas)...

Luís Almeida disse...

As minhas sinceras desculpas ao José Gonçalves... Entramos os dois mais ou menos ao mesmo tempo.

;)

Toupeira Real disse...

Percebo a exaltação. Também eu gostaria de ter comentado o post retirado, mas o autor deste já pediu desculpa ao colega, pelo que esperamos que não volte a imitar o (m):ilhas.

Toupeira Real disse...

Percebo a exaltação. Também eu gostaria de ter comentado o post retirado, mas o autor deste já pediu desculpa ao colega, pelo que esperamos que não volte a imitar o (m):ilhas.

Luís Almeida disse...

Solicito que o JG coloque o seu post mesmo por cima do meu.

Sonífero - do Lat. somniferu. disse...

Autor "Light"? Só mesmo quem nunca leu Záfon.
Tem toda a razão "A sombra do vento" é simplesmente genial.
E por sua causa vou já comprar e ler o "El Juego del Angel", mas em português.

loirices disse...

Também gostei muito do livro "A Sombra do Vento". É o típico livro que se lê num ápice, tal é a vontade de saber o que acontece ao Daniel Sempere.

José Gonçalves disse...

A blogosfera não é um jornal. Por causa disso, por vezes, tem destas coisas, ou seja, estamos sujeitos à sobreposição de posts, por publicação quase simultanea. Dada a indignação de alguns frequentadores deste blogues, e para clarificar qualquer mal-entendido, não posso de deixar de dizer o seguinte:
Como já foi dito anteriormente pelo Rui Gamboa, aqui cada um é livre de abordar o assunto que quiser, quando quiser e da forma e com o conteúdo que lhe aprouver. Trata-se de liberdade e de responsabilidade individual. Não temos por hábito, até porque está acordado tacitamente, publicarmos em sobreposição, para não haver interpretações erradas sobre eventuais intenções de controlo e de censura expressa ou tácita. Claro que temos excepções, naquilo a que poderei chamar como "posts de oportunidade", atendendo ao timing do assunto a ser comentado, o que depende sempre da nossa sensibilidade individual sobre o tema, sendo por isso subjectivo. Uma vez que entendi que o meu post era um "post de oportunidade", decidi retirá-lo, para que o do Luis pudesse ser lido e comentado, o que como se verifica veio a suceder. Aliás, o próprio Luis trouxe à colação este assunto, referindo a mera coincidência. É nisto que deveremos ficar: tratou-se de uma mera coincidência e nada mais pelo que o assunto está explicado e encerrado.
Não posso deixar de dar uma palavra final de agradecimento aoss nossos leitores, por terem levantado este assunto, temendo a existência de censura neste blogue, afiançando-lhes que certamente aqui nunca verão qualquer atitude persecutória entre os comentadores residentes. Afinal não escrevi sobre os Donos de Abril em vão. Obrigado.

paula disse...

ldkjfaçlskdjf

José Gonçalves disse...

Cara Paula
Efectivamente, gosto de aparências...! Poderá sempre visitar-nos com frequência e constatará que este é um Blogue muito mexido, sobretudo quando decide agitar o marasmo, como verificará se nos fizer o favor de ler algumas das postas.

Anónimo disse...

Este blogue qualquer dia vai ser homenagiado em Santa Comba Dão, logo ali ao lado da estátua do António Oiliveira. Irraaa

Toupeira Real disse...

Pois claro, mas é o melhor da blogosfera açoriana!

pedro lopes disse...

Quem se acomoda, não incomoda.

Há ratos de laboratório que têm o dom - para os cientistas -, de serem óptimos para o progresso da ciência. Mas o mal dos primeiros, é acabarem mortos e sem o benefício dos progressos conquistados às suas custas.

Há ratos que não dão a cara, pois a sombra dos laboratórios é mais comoda. Mas um rato é sempre um rato, com a diferença que aqueles que são livres, aprendem e evoluem, enquanto que os de laboratório se acomodam à ração diária que lhes é dada pelo "amigo" cientista.

Já vi uma estátua de um cão de fila, mas jamais verei um rato ser homenageado.

Urso de Coimbra disse...

Eu também li os Miseráveis e Em Busca do Tempo Perdido (é pá, são uns milhares de páginas)mas em português.

CAVP disse...

Então o livro existe em tuguês e vocemessê vai lê-lo em castelhano!??!

E ainda para mais compra-o numa livraria em terras de nuestros hermanos...

Epá...isso não é mto patriota...há que pensar na economia tuga.

Eu quando viajo vejo...vejo mas comprar comprar é só cá no burgo que é para a economia mexer...

Isso de procrastinar não é só para os escritores...qual de nós não usa todas as desculpas para não fazer nenhum tendo em vista a realização de um objectivo...mas agora aprendi que tal é um recurso criativo adequado ;)

Mas sem dúvida em excerto prometedor...a ter em conta.

Muchas gracias

CAVP disse...

"A Oeste Nada de Novo" - Erich Maria Remarque

COmo vejo que percebe de livros, pergunto-lhe qual a opiniãop sobre este livro que ainda não consegui arranjar mas que me suscita enorme curiosidade pelos excertos que li...

Obg

Cpts

Vila Franca a Cidade disse...

O homem até vai a tertúlias com o francisco josé Viegas, claro que percebe do assunto! O problema é que não escreve sobre as mesmas. Será que só se exibe ou não pesca nada do assunto?

Tone Mouco de Ermesinde disse...

Eu li todas todos os números da Playboy Brasil e Portugal e estou ansioso que saia a edição Angola...
Excelente leitura, com boa qualidade de impressão e fotografias de enorme qualidade!