09 junho 2009

O Estado da Legião

6 comentários:

Toupeira Real disse...

Obviamente, demito-o!

Pedro Lopes disse...

Caro Toupeira Real,

demitir este mentecapto, ou como se diz por cá, este atoleimado sem princípios!! Isso é muito pouco.

Eu dava-lhe mas era uns bons "xutos e pontapés", em especial nos tomates. Até me admiro como ninguém na plateia se insurgiu contra esta vergonha.

Maria disse...

Não vejo interesse, em colocarem o vídeo, e até acho de péssimo mau gosto, darem "tempo de antena" a essa aberração de programa. Haveria outros (actuais e nacionais) que, merecessem o mesmo tratamento e, isso sim, valeria a pena que fosse, aqui, falado.

José Gonçalves disse...

Vi este vídeo há anos, embora sem legendagem, pelo que, na altura, ri-me a bom rir, apenas contagiado pelos risos do apresentador e do tom das vozes dos restantes intervenientes.
Existem dúvidas sobre a realidade do vídeo em questão. Há aqueles que afirmam que o que se passou foi real e aqueles que dizem que se tratou de um sketch de um programa humorístico belga chamado In De Gloria.
Seja qual for a realidade, é um momento non sense, digno dos Monty Phyton, os quais tento imaginar no meio disto tudo.
De qualquer modo, e não tendo que justificar bom ou mau gosto, até porque isso é subjectivo e o politicamente correcto pouco me diz (e não acredito que quem viu o vídeo não se risse), o mesmo só veio à baila como alegoria política. Considere-se a sinopse: a multidão bajulante de seguidores de Suas Excelências, obviamente ululantes há pouco tempo, e agora lamuriando-se por causa de erros imputáveis a outros, que não a eles próprios, só podem motivar reacções de pouca seriedade, levando até às risíveis lágrimas aqueles que os vêem, lêem ou ouvem. A partir daqui é só pôr a imaginação a trabalhar.

Prazer em lê-los

Pedro Lopes disse...

Cara Maria,

este Blog pertence aos seus autores, por isso quem escolhe a "linha editorial" somos nós.

Respeito o seu comentário, bem como a critica que faz, mas gostaria que também desse valor a outros posts que aqui são colocados e que os comentasse.

N.B.- pode também, você, criar um blog, e reflectir e abordar os temas que refere/ sugere.

Cumprs.

Fantasminha Brincalhão disse...

Psst, Maria, não tinha mais nada a fazer neste começo de tarde de feriado? Só me vem à cabeça uma palavra "imbirrenta" (que palavra interessante para dissertar e nos ensinar como e onde se a deve usar correctamente), com o devido respeito, pois concerteza terá a oferecer muito mais do que mostra aqui e ali e ainda no outro espaço.

Such prepotency!