12 julho 2009

Benfica 09/10. Primeiras Impressões.

O Benfica fez o seu primeiro jogo contra o Sion e já dá para tirar algumas conclusões. Em primeiro lugar o sistema táctico, manifestamente ofensivo, em oposição àquilo que têm sido as preferências dos treinadores dos últimos tempos. De facto e sem surpresa, Jesus joga num 4*4*2 losango, a sério. São cinco jogadores de forte pendor ofensivo: os dois vértices laterais do meio-campo (no caso de hoje, Martins e Dimaria), o médio ofensivo (Aimar) e os dois avançados (Saviola e Cardozo), que garantem uma mentalidade virada para a baliza adversária. Óptimo, portanto.

Em termos de plantel, no entanto, há ainda algumas questões a tratar. A mais flagrante, talvez, a posição de médio defensivo. Neste modelo de losango, o trinco assume uma importância vital, pois é o único que garante total solidez defensiva no meio-campo. Há vários jogadores com características semelhantes, mas sem aquelas que parecem essenciais ao trinco. Yebda, Amorim e Ramires são jogadores de muita mobilidade e sem a cultura necessária para jogarem sozinhos naquela posição, ao contrário, por exemplo, de um Petit, ou, para não ser acusado de ‘clubite’, dum Costinha.

Por outro lado, temos a questão Aimar. Neste sistema de Jesus, Aimar tem tudo para explorar ao máximo as suas fantásticas qualidades técnicas, pois como o Benfica joga com dois avançados, há mais espaço para jogar mais atrás. No entanto, todos sabemos dos problemas físicos do argentino, que o têm colocado no estaleiro durante largos períodos nas últimas temporadas. Assim, seria da mais elementar prudência ter outro jogador, ao nível da grandeza do Benfica, para substituir o Aimar quando estiver lesionado, ou mesmo em baixo de forma. Não estou a ver outro jogador do actual plantel benfiquista com tais capacidades. Mas esperemos.

Por fim, a maior dúvida de todas: afinal qual a cor do cabelo do Jorge Jesus?

16 comentários:

Zé das Medalhas disse...

Pascoalice, Pascoalice!!!

r. disse...

post de oportunidade...

Anónimo disse...

Mas qual pascoalice, qual carapuça?
Uma q ja começa a fica mal falarem tt no pascoal aqui e outra q é mt mau dizer isso assim e aqui.
Parece q o ambiente ta mal aqui e a culpa nao é do só do almeida. Vcs parcem uns ilhas numa dimensão peuqnena. Caiam na real.

Kik disse...

Campeões portanto...
Pensava que o "motor" alternativo fosse o pobre do Carlos Martins!

Zé das Medalhas disse...

Caro Rui
Obviamente que o meu pseudónimo Zé das Medalhas foi utilizado abusivamente por alguém como primeiro comentário, um qualquer mentecapto que anda a escrever pelos blogues, sem perceber as coisas como elas são.
Comento agora o post: estás feito um treinador. Qualquer dia o Mourinho caça-te. Subscrevo a análise global, referindo, apenas que o problema do trinco é essencial, uma vez que o vértice mais adiantado do losango não tem hábitos defensivos. A ver vamos, a evolução.

r. disse...

Caro Kik,

Penso que concordas com a análise qeu fiz. Mas, se queres ir por aí, então digo-te que o "pobre" do Martins tem lugar todos os dias no onze do Sporting, aliás, tirando (talvez e só talvez) o Moutinho, nenhum outro jogador so plantel do Sporting entraria no onze deste Benfica. Nenhum. E se quiseres, vamos a ver um por um. Entre Liedson e Cardozo ou Saviola, eu nem penso duas vezes. E o resto da equipe do Sporting, convenhamos, é brincadeira de miúdos.

Até podem ficar à frente do Benfica, no fim do campeonato (já tou antecipando o teu comentário que "sim, mas ficamos à frente do Benfica"), mas neste momento, analisando apenas as qualides individuais dos jogadores, nenhum do Sporting entra no onze do Benfica. Depois, há mil e um outros factores para a classificação final que não a qualidade individual dos jogadores.

O Sporting jamais passará desse clubezinho regional, que a grande contratação da época é um tipo que foi dispensado do Villareal e que se ninguém conhece bem. Já lá se vão os tempos, em que o Sporting ia buscar craques como o Silas, o Paulo Sousa, o João Pinto, o Jardel, o Acosta, etc. A formação é boa (e o Benfica já começa tb, veja-se o Miguel Vitor e o Roderick), mas é preciso mais qq coisa e não é com Matiporcaria (para não usar o termo de rua equivalente e porcaria) que la vão.

CAVP disse...

É impressionante como figurinhas mediocres conseguem dominar a atenção de todos...

irra que isto cá nas ilhas o pessoal é obcecado pelo tópico do momento!!!!

Deixando a politica...

Pah, meu amigo, acho que a tua análise falha um pouco.

Mas antes de mais, e para o Kik, e tb para te informar...a formação do Sporting é melhor que quem?

É ver os recentes resultados desde que o Benfica restruturou todo esse departamento...

Assim por alto...

Miguel Vitor é fantastico na raça

Roderick Miranda é grandissimo jogador, muito inteligente

Bakar, mto jovem central que...

Ruben Lima é um vaivem na lateral esquerda

Mário Rui, antes quebrar que torcer

João e Abel Pereira, a raça sai-lhes pelos poros

Leandro Pimenta, inteligência pura em formato de médio centro

Danilo Pereira, o nosso jovem Patrick Vieira

David Simão, se aquela cabeça engrenar, aquels pés fazem toda a diferença. Fantástico nº 10

Yartey - conhecem o Zé Roberto do Bayern?

Lassana - uma pulga de meio campo com um talento enorme

Nélson Oliveira . sem sombra de dúvidas o ponta de lança da selecção no futuro...um predestiando...atenão, são somente 17 aninhos

E fora esses andam lá outros nos juniores que com esforço podem dar belos jogadores.

E isto são paenas os juniores...

Por isso cuidado com isso da formação...foi chão que já deu uvas!!!

Agora o Sporting aposta logo pk não tem $$ para comprar...qd resulta resulta!

Quando à tua añálise, concordo plenamente, e gostei de ver a equipa em termos de dinâmica de possse de bole, com toques rápidos e desmarcações. Faltya porém trabalhar bem a mudança de sistema táctico a meio do jogo, mas isso faz-se com o tempo.

Mas o Ramires não é trinco. É o interior direito da equipa. E a trinco não é num sistema de trinco único, mas sim num de duplo pivot em que ele tem mais liberdade para avançar e há alguém mais posicional.

Rubem Amorim graças à cultura táctica faz aquele lugar a brincar. Pode ser uma espécie de Pirlo (face as diferenças)

Yebda tem tudo para dominar aquela zona. Basta que o JJ o trabalhe. É um pouco nervoso na recepção e na decisão de passe quando é pivot fixo único. Mas tem tudo para dar muito certo.

E esqueceste-te do Fellipe Bastos!! Este miudo não deixa dúvidas. É muito bom e tem de jogar. É um jogador para agarrar o lugar e não deixar. MAs aí perdemos altura.

Daí a insistência em nomes como Yacob ou Prediger, dois jovens argentinos. Mas na Europa há alguns que encaixavam muito bem.

De resto, apesar de ofensiva, esta táctica permite fechar bem o meio campo e deu para ver que o Saviola recua bastante. Assim sendo ficamos logo com 5 jogadores a fechar, mais o 4 da defesa.

Eu aqui só enfiava um grande guarda redes (Vitor (Grêmio) ou Ochoa (méxico), um avançado tecnicista e chato e e desse comprava um trinco posicional

O Ruben Micael do Nacional era comprar já metade do passe pk o tipo é a cara do moutinho e esse lagarto agrada-me...

De resto...tens razão no que disseste, se bem que gosto do izmailov

O Matias é um porreiro...tem é de aprender a jogar na europa, mas se o fizer pode dar jogador...

r. disse...

Eu cá acho o Ramires, o Yebda e o Amorim tudo o mesmo género de jogadores, que jogam bem como dizes em duplo pivot, mas nunca sózinhos. O Amorim até pode fazer bem o lugar, mas será à custa das capacidades dele mais à frente, tal como o próprio Yebda e o Ramires. Todos eles (Ramires incluido, pois já o vi fazer a posição no brasileirão), podem fazer o trinco, mas não são jogadores indicados para o caso, porque 1)perde-se as suas qualidades mais à frente e 2) convenhamos, que não têm a cultura táctica que se necessita, e veja-se o Yebda ontem e não temos tempo para esperar que aprendam. Mais facilmente eu veria o David Luiz a fazer de trinco que qualquer um dos outros, dá outra segurança.

Por outro lado, evidentemente que, sem bola, a equipe fica só com o Cardozo à frente, mas o Saviola mesmo recuando e o Aimar e o Dimaria, não são jogadores com capacidade de transição rápida ataque-defesa, quase sempre ficam e só recuperam com algum tempo.

Não, com este sistema, é preciso um trinco fixo que saiba e compreenda bem as movimentações dos adversãrios e dos colegas, que não se sinta impelido a subir sempre que possa. Por isso é que no Braga o Jesus não abdicava do Vandinho, que mesmo sendo um jogador limitado tecnicamente, era aquele que dava equilibrio para que pudessem jogar, Alan, Peixoto, Luis Aguiar, Renteria e Meyong para a frente e ainda ter laterais ofensivos, como era o Joao Pereira e o Evandro. Neste sistema, o trinco, um bom trinco, é o jogador mais importante.

Recordo ainda o Porto do Mourinho, qeu jogava num sistema semelhante e que tinha no Costinha talvez o elemento mais influente. E não foi por acaso que dps do Porto o Costinha nunca mais foi o mesmo jogador, exactamente porque foi para equipes que têm o tal duplo pivot, onde encaixam melhor jogadores com caracterisitcas tipo Amorim ou Yebda.

Bons trincos, ou para o que o Benfica precisa, excelentes trincos, há muito poucos e o Porto apanhou um desses poucos, aquele Fernando. E opr haver tão poucos é que se vê muitas vezes os treinadores a preferirem por centrais nessa posição, como o Pepe na selecção, porque dão outra garantia.

Los Angeles disse...

O anónimo das 8:44 anda a deitar-se tarde (0:06 H) e a levantar-se cedo

Anónimo disse...

é los angeles, e daí??? onde queres chegar com esta teoria do inhame e da cebola?

Los Angeles disse...

A carapuça está enfiada
LA

Kik disse...

Boas Rui

Não te esqueças que o "pobre" do Carlos Martins foi dispensado do Sporting e que ainda recebemos uns trocos da transferência para o Benfica.

Sobre o Liedson percebo perfeitamente as tuas dúvidas, está tão habituado a marcar ao Benfica que depois era só autogolos, nem percebo como escreves uma barbaridade dessas.

Para o CAVP, eu não escrevi que a formação do Sporting é melhor que do Benfica mas isso até nem é preciso porque toda a gente sabe, basta ver os exemplos que por aí andam e bem fresquinhos.
Agora os jogadores que descreve detalhadamente como sendo do Benfica até acredito que sejam bons caso contrário não estariam a discutir o título de Juniores com o Sporting mas ainda falta um longo caminho até serem futebolistas de primeira linha. Mais um exemplo, o Miguel Victor somente começou a jogar pelo Benfica porque todos os outros centrais lesionaram-se, lembram-se, até fez dupla com o Katso, depois jogou bem e ficou, pura sorte, chamar isso política de formação é de rir.

Bom, isso já vai longo. Rui concordo contigo no geral da análise que fizeste à equipa do Benfica mas estamos a assitir a uma onda tipo "nínguem nos pára" e não vai ser assim com ou sem trinco.
Abraços

r. disse...

Apesar de benfiquista, admito, sem qualquer problema, que ainda estamos longe do Sporting em termos de formação. Que mais não seja, pelos encaixes financeiros, a formação do Benfica ainda não deu esse tipo de frutos...

Mas deixa-me só voltar ao Carlos Martins, se bem me recordo, ele foi afastado do Sporting pelo Paulo Bento, não tanto devido às suas qualidade técnicas (uma vez que são muitas), mas sim porque o Paulo Bento no começo da sua carreira não soube lidar com os jogadores que anteriormente foram seus colegas de equipe.

Kik disse...

Tens toda a razão mas ele também foi sempre rotulado de "esperança" e nunca passou disso, o PB pode ter tido alguns desentendimentos com ele mas tudo piorou quando o Carlos Martins foi expulso no Restelo, se bem me lembro nem ficou 5 minutos em campo e mais foi intencional, birras dessas FORA não serve! Enfim, mas para mim ele nem conta nesse "novo" Benfica, se for convocado regularmente já é bem bom.

Kik disse...

É verdade, a cor do cabelo do JJ é;

Grisalho vencedor!

r. disse...

já o cabelo do PB é marrafa ao meio, nem ataca nem defende, com tranquilidade que o 2º lugar já é bom para, tendo em conta o valor do plantel... e não deixa de ter razão, mas para os benfiquistas não serve, ou é 1º ou não é nada.