16 julho 2009

E ainda só estamos na pré-época!

Já informei os meus amigos, sobretudo aqueles que não são adeptos do Glorioso, de que este ano iria estar mais atento aos pequenos pormenores que podem contribuir para um título. Não me refiro aos pomenores que se passam, na noite do segredo, fora das quatro linhas mas, especificamente, ao que se passa dentro delas e à interacção entre os diversos intervenientes dos jogos.

Ainda a época a sério não começou e já eles começaram. Por isso cá estou eu para mostrar um preâmbulo dos pequenos pormenores, os tais que podem contribuir para a diferença final.
Repare-se no primeiro pormenor (e no delicioso alheamento - "falta" - do habitual comentador):



E agora o intimidante pormaior (acompanhado pelo habitual comentador -"pretensa falta"- e pelo meu desejo de que a cor do cartãozinho seja a mesma quando for a sério):

7 comentários:

Maria Faxineira disse...

Para saberem o que se passa no mundo subterrâneo dos Açores, visitem:

http://metro-dos-acores.blogspot.com/

Engenheiro de Domingo à Tarde disse...

Com aquela entrada erradicava o Raul Meireles. Nada muda ...

Caseiro da Herdade do Tio Zé disse...

Esse modelo do Benfica de comprar craques que pareciam os Eusébios deste mundo aos 20 anos, nomeadamente Reys, Aimar e Saviola, e que depois falharam faz lembrar aqueles que deram dinheiro sigilosamente à Dona Branca, porque era ilegal, e depois ficaram surpreendidos que afinal havia marosca.
Ponham lá o Aqwá a jogar e deixem-se de manias francesas de grandesa.

André Cruz disse...

gostava também de ver atenção ao pequeno pormenor que deu o título de juniores ao benfica. E estamos só a falar de juniores, imaginem quando chegarmos aos crescidos o que farão.

Muitos benfiquistas se desculpam pelo local onde foi realizado o jogo, mas sinceramente, mesmo que tivesse sido num batatal em Cabul não haveria desculpa para o que aconteceu e muito menos para o resultado a que se chegou. No mínimo abre um precedente muito estranho. E este ano o penúltimo jogo do campeonato é um porto benfica, veremos se esta decisão do conselho disciplinar da federação não terá ainda resquícios até lá chegarmos.

Saudações leoninas,

André Cruz

Toupeira Real disse...

O título de juniores foi muito bem conquistado em campo. antes, na última jornada, houve uns decepados mentais que, indo contra o pedido do SLB em realizar o jogo em Alvalade, decidiram que o melhor sítio (seguindo a tradição do mentor do Norte)era naquele lameiro a que chamam Academia (só se for de talibãs)para tentarem intimidar os jogadores do SLB. Os dirigentes do clube satélite dos amifgos dos árbitros, foram os exclusivos culpados pelo que se passou:
1 - contra o pedido do SLB, não marcaram o jogo para alvalade;
2 - pelo contrário, marcaram-no para um campo de treinos sem quaisquer condições para cultivar batatas, quanto mais realizar um jogo;
3 - o acesso ao tal "campo" faz-se por um caminho em terra cheio de pedras;
4 - a claque do Sporting encheu os bolsos de pedras;
5 - quando chegaram os adeptos do Benfica, a claque do Sporting começou a apedrejar os adeptos do SLB (as imagens televisivas são a prova);
6 - estes reagiram, pegando em pedras que estavam no chão (é só ver as imagens)e defenderam-se lançando-as para os energúmenos;
7 - da bancada oposta, sabe-se lá porquê, os adeptos do Sporting saltaram para o campo,invadindo-o;
8 - o jogo é interrompido.
De quem é a culpa? De certeza que não foi do Benfica. Por isso, não se percebe qual a razão por o SLB ter sido também derrotado.

QUEM TIVER DÚVIDAS, É SÓ VER AS IMAGENS TELEVISIVAS.

André Cruz disse...

Toupeira Real, o seu comentário é realmente infeliz, ou não vivêssemos nós em Portugal onde existe calçada portuguesa (com pedras) em todo o lado (à volta dos estádios também). Desculpar comportamentos selváticos pelo local onde se realiza o jogo é digno de um QI equiparado ao de um membro de uma claque de futebol. Mas é por isso que estas situações acontecem e continuarão a acontecer, porque imediatamente os clubes beneficiados e os seus adeptos começam a apontar culpas a terceiros e a situações diversas em vez de fazerem mea-culpa e olharem para o verdadeiro problema. Pouco distingue um adepto do fcp beneficiado numa expulsão que um adepto do benfica beneficiado na secretaria, se ambos no final toldam a sua razão em função de amores clubísticos.

Toupeira Real disse...

Não são os adeptos do SLB que andam nos jornais a dizer coisas com " há quem ganhe títulos na secretaria". Foi o cavalheiro que preside à agremiação de Alcochete (leia os jornais).
No mais, reafirmo tudo o que disse no comentário acima. Quem propiciou os tristes acontecimentos foi a direcção do SCP e quem os fomentou foi a claque do SCP. Isso é irrefutável e basta ver as imagens televisivas.
No SLB sempre se condenou a violência e eu próprio o faço e, desde já lhe digo, porque talvez não saiba mas já estive com adeptos de outros clubes no Estádio da Luz, na zona de lugares cativos, sem problemas, e já estive caladinho em Alvalade porque senão era linchado (para não dizer nas Antas onde seria esquatejado vivo). Esta é a diferença entre nós (os clubes claro). Tolerância democrática só existe no SLB, por tradição histórica, ainda que, como em todo o lado, haja de quando em vez problemas que só confirmam esta regra.
Sobre os juniores, desminta uma só das minhas conclusões e calar-me-ei.