20 dezembro 2009

Onde anda o Laurentino?

Minuto 71: canto a favor do Benfica. O árbitro (?!) está bem posicionado. Canto marcado, o jogador Rodriguez, ao melhor estilo de guarda-redes e sem qualquer pudor, corta a bola com a mão, cometendo grande penalidade. As imagens televisivas mostram que o árbitro (?!) estava a olhar para o lance, sem qualquer obstáculo que perturbasse a sua visão. Contudo, nada assinalou. Porquê?!!! Eis o que todos gostariamos de saber, mas imaginamos a resposta.

Minuto 87: o mesmo Rodriguez, melhor que Bruce Lee, atinge com uma patada Javi Garcia. Amarelo. Só?!!!

Há alguma lei neste país que determine que aquele clube só possa perder por um golo de diferença?

Porque já vi outros escândalos a beneficiar o mesmo clube (Apito Dourado, lembra-se?! Foi no tempo em que se dedicava a apoiar o António), não me admira o que se passou. Sabe, é o medo, mais do que a incompetência ou os aconselhamentos familiares, é o medo que leva os desprotegidos a incumprir. Mas isso não lhe diz nada, pois não?

Quando é que o Secretário de Estado do Desporto mostra que existe?

Após os casamentos gay, que tal um intervalo no circo, e o Governo legisla a sério sobre assuntos realmente sérios. Ou também tem medo?

P.S. - Apesar da vitória, estou mesmo furioso!
P.S 1. - Na segunda volta, haverá mais um Prémio Carreira. Até lá, o que fará de útil o Secretário de Estado do Desporto?

6 comentários:

Aguia disse...

E acrescento, à Etiqueta:

VERMELHAS, SENHOR
VERMEELHAS, VERMEEEEELHAS.

Eh que alegria.

Águia dos Açores.

Jordão disse...

“Deixa-me dizer antes que me digam!” A arbitragem foi muito má mas foi muito má para os dois lados. FCP também tantas ou mais razões de queixa!

No entanto o Benfica ganhou e ganhou bem porque o FCP não jogou nada. E não me venham com a mesma do vosso craque em português do “o FCP não jogou não jogou porque o Benfica não deixou!”. Porque o FCP não jogou nada porque este ano ainda não jogou nada por ai além mas ontem particularmente teve jogadores que estavam em muito baixo de forma: Guarin, Raul Meireles e até o Bruno Alves! Faltou ali muita coisa.

Um abraço

Rui disse...

Jordão, os erros da arbitragem contra o porto, a existirem, foram comuns, nada de mais. Já o penalty do rodriguez, terás de convir, foi demasiado evidente, acho que ninguém precisou de esperar pela repetição (que já agora, demorou, e só repetiu uma vez). A entrada do mesmo rodriguez sobre o Javi no fim do jogo era vermelho directo, foi um erro grave, mas nada que se compare com a mão. Para mim, o roubo do ano, para não dizer da década.

AGora, em termos tácticos, quando vi os onzes pensei que o Porto estava melhor, pois o Guarin naquele terreno fazia todo o sentido em teoria. Pelo contrário, o Benfica tinha um meio campo leve e pouco forte para o terreno. A diferença residiu na vontade e crer dos benfiquistas. O Porto não jogou, efetivamente, porque o Benfica nao deixou, isso foi por demais evidente quando o Porto nem conseguia sair do seu meio campo, devido `pressão alta do Benfica.

Conclusão, o resultado mais justo e que demonstraria na totalidade a diferença de perfomance ontem e a diferença entre este Benfica e este Porto, seria um 3-0. Não foi, paciência. Os 3 pontos são nosso na mesma.

Ab

Jordão disse...

Oh Rui desculpa lá mas não vimos o mesmo jogo: o Raul Meireles não acertou um passe. Um que fosse. O Fernando parecia que queira imitá-lo. Nunca vi a defesa do Porto a tremer tanto como ontem, em bolas muito fáceis, muito mesmo. A “pressão alta” não teve nada a ver com isso. Eles têm falhado muitos passes essa época. Já agora, não vais dizer que foi o Jesus que inventou a pressão alta, pois não?! É que ele já diz que foi o inventor da marcação à zona, faltou foi registar a patente. Ele que aprenda a falar português e a ser mais humilde. Aqueles quatro em linha vão-lhe sair muito caro. O Benfica não lhe vai garantir emprego o resto da vida, ele que pense nisso.

Quanto aos casos de arbitragem – o Javi Garcia entrou com os “pitons” ao joelho, repito ao joelho do Fucile (salvo erro) e nem amarelo levou, (e antes já tinha atirado a bola contra o Falcão quando o jogo já estava interrompido) pelo menos o Rodriguez levou amarelo. E quando às faltas na área: O braço do Cardoso na área é duvidoso, admito. Mas a falta sobre o Hulk é claríssima – ele toca na bola e depois é tocado. Mais claro do que isso é impossível. E como a falta foi ainda na primeira parte o Porto foi mais prejudicado do que o Benfica. Mais: um jogador do Benfica estava deitado no relvado, e os sues colegas de equipa seguiram com a bola. Quando os atletas do FCP roubam o esférico e iam seguir para o contra ataque, o Lucílio pára o jogo. Essa foi linda. Queres mais uma?! No inicio da jogada, que deu origem ao golo, o Urreta, que participou, activamente na jogada, estava em fora de jogo, portanto o arbitro terei que marcar livre a favor do FCP. Mas isso não passa de um pormenorzinho.

Benfica ganhou bem mas mais por demérito do Porto do que outra coisa qualquer. Se calhar vocês não têm a super equipa que pensam que têm, (o Porto quase que não atacou mas as vezes que foi lá baixo a defesa do Benfica termia toda) mas isso sou eu a dizer. Nada mais. O que sei é que o Porto tem muito ainda para crescer, mas está no bom caminho.

Jordão disse...

Só mais uma coisa Rui, aquela mão do Rodriguez nunca poderia ser considerada o roubo do ano pois primeiro há ainda a grande penalidade da final da liga do ano passado – assinalada pelo menos árbitro.

Engenheiro de Domingo à Tarde disse...

eu não sou de comentar sobre futebol, embora goste de um bom jogo, mas acho que o Jordão não tem razão.

http://www.youtube.com/watch?v=dI0rCJz3CZA