17 dezembro 2010

€88,50 e o resto é conversa...fiada entre a SATA e o Governo

Quando a esmola é grande até o pobre desconfia. Acabei de falar com o serviço de atendimento da SATA, tendo permitido a gravação da chamada, a fim de saber as condições para a aquisição das publicitados novas "tarifas promocionais". Desmentindo logo a própria publicidade (a partir de 19 de Dezembro), a simpática menina não me deixou fazer reserva para a próxima semana, atirando essa possibilidade para uma data algures em Janeiro, sabendo as restritíssimas condições (21 dias antes da viagem e não reembolso em caso de cancelamento) para adquirir as passagens mais baratas e a penalização de €100 (cem euros!!!) pela sua alteração. Quanto às passagens a €99,50, com excepção de terem de ser adquiridas até 14 dias antes da viagem, nada mais se sabe sobre as demais condições. Balbuciei, em tom ligeiramente irónico, algo sobre um equívoco publicitário das ditas e agradeci a simpatia e o esclarecimento (?).

O dia 18 de Abril de 2010 nunca existiu na agenda do PS-Açores, mesmo que nesse dia se tenha realizado um congresso regional onde foram prometidas passagens aéreas abaixo de 100 euros, sem restrições, conforme o pomposo anúncio público do promitente. Segundo a lenda, jamais o presidente do PS-Açores faria uma promessa ao povo açoriano que o presidente do Governo Regional não pudesse cumprir. Como sabemos, qualquer um deles, como predestinado, é homem de palavra e, quando se juntam, acreditam que prometem que cumprem e que cumprem o que prometem. E como só os predestinados cumprem, eles cumpriram, mas num sentido tão restrito, que quase se escapa o conceito e fazem desaparecer o tal dia de Abril.

Aliás, a comprová-lo, está o facto de que, depois da publicação no JOCE, a 20 de Outubro, que diferia a entrada em vigor por 60 dias, conforme o insuspeito Açoriano Oriental noticia hoje, as ditas tarifas deveriam entrar em vigor dia 19 de Dezembro, notícia que a SATA também plantou no meu telemóvel e no meu e-mail. Afinal quem não cumpriu foi mesmo a transportadora aérea, que, em leviano afã, prometeu uma prenda de Natal a estudantes e residentes que não existe. E eu a pensar que o Pai Natal existia para todos os açorianos!

Porquê a publicidade equívoca feita pela SATA?!
Porque razão o Governo Regional não cumpriu a promessa feita a 18 de Abril de 2010?!

19 comentários:

cefaria disse...

Claro que se está perante uma manobra política, quando o presidente da TAP anuncia qualquer coisa não é hábito estar o ministro da tutela ao lado na conferência de imprensa, mas talvez este valor esteja bem mais próximo do custo real da ligação Açores-Lisboa após as compensações que a empresa recebe por prestação de serviço público.
A simultaneidade desta medida com a dos subsídios compensatórios da função pública pode evidenciar também uma estratégia de ganhar o presente e quem vier a seguir que pague a fatura, pois ou a SATA pode cumprir e andou-nos a enganar ou o GRA impôs uma medida sem olhar ao impacte comercial da mesma na empresa.

Anónimo disse...

Grande Malha Gonçalves. Inclui chamada e comprovativo de que o resto da conversa é pub. enganosa.
Um logro para encher as primeiras páginas e o soundbyte. São passagens racionadas como escrevi no :http://ilhas.blogspot.com/
JNAS

Anónimo disse...

Esta máquina é de louvar aos Céus

Anónimo disse...

Oh se é! trabalha na perfeição denfendendo-nos a todos das atoardas que por aí andam

Reformado disse...

A máquina de lavar deve ter lavado também a memória dos tempos em que a D. Berta andou a desgovernar a SATA.
Daí nada constar sobre o que ela lá (não) fez em defesa dos açorianos, nem do que lá deixou de (pesada) herança.
Eu sei. E muitos outros também sabem.
Por isso, força Meneses, mostre como se gere uma companhia de aviação - e não aquela coisinha caseira que a tal senhora nunca teve engenho, nem arte, para levar ao mundo.
Já agora: sempre que, num qualquer blog, se malha no Governo, lá vem o sempre disponível JNAS, qual sacristão, dizer "amén".
Esse tipo trabalha? Já fez alguma coisa na vida para além de estar de plantão aos blogs?
Eu estou reformado, mas tenho 68 anos! Agora, o tal JNAS parece (mas apenas parece) que trablaha na Câmara...

Periscópio disse...

Ontem o JNAS - canídeo de roçar da D.Berta - foi olimpicamente desprezado pelo Dr. Melo Bento.

O primo dele, o Barata, bem berrou como um boi enfurecido, mas como naquela cabecinha é só merda, meteu o rabinho entre as pernas!

Afinal o Barata gosta é do Cavaco, tal e qual a cubana que estava ao lado.

Anónimo disse...

Os reformados têm empregos...

Anónimo disse...

e vivem à custa dos que trabalham, com as reformas chorudas para as quais pouco descontaram

Anónimo disse...

O melo bento vai ficar na História como o maior vendido de todos tempos nos Açores.

O JNAS mandou grandes verdades e o Barata foi igual a si próprio. Se há coisa que o Barata não sabe fazer é fingir, aquilo sai dali só a verdade do que ele pensa e acha. Goste-se ou não.

Não dá para perceber o comentário na defesa do Meneses. Ninguém fala nele, poruqe ele nao tem nada que ver com o assunto. Não é tido nem achado. Foi o cesar que mandou e que fez tudo, o meneses é um office boy, só faz o que lhe mandam.

A SATA foi arrastada para isto e o meneses atrás. Um logro de mentiras e enganar os açorianos, que são quem pagam os ordenado de mais de 5000 euros do meneses.

Anónimo disse...

O JNAS só disse vacuidades e conforme as instruções da D.Berta que estava por detrás dele.

E o Barata? Para além de berrar, o que é que ele disse?

Ambos vão receber uma prendazinha de Natal do Sr. Aníbal.

Os Açores com «amigos» destes não
precisam de inimigos.

Mas foi saber quem são esses moços que andam a fingir que são autonomistas, nacionalistas e mais outros istas!...

Deus não dorme!

Anónimo disse...

Desde que não sejam socialistas ou fascistas, os outros istas ficam-hes bem.

Anónimo disse...

O Pascoal lá voltou a censurar o JNAS no Ilhas fingindo dar uma notícia. qual era ela? A TAP recebeu ordem para dizer a mesma mentira da SATA. Vao lá ver.

Anónimo disse...

O Pascoal só fez o contaditório, coisa que o JNAS não gosta.

Anónimo disse...

Nada. o pascoal nao sabe contradizer. foi lá mandar para baixo um texto

Pica Miolos disse...

Se o pascoal tivesse argumentos escrevia-os. O pascoal limitou-se a fazer o que costuma. Sem uma ideia original, como convém a 1 deputado socialista, foi ao blog e viu um texto com fundamentos contra uma situação que nao agradava ao seu chefe. entao limitou a por lá a noticia de que a TAP também fazia parte da burla. Até é bom para o JNAs uma trata daquelas servir de censura a um texto com uma opiniao sólida e fundamentada, comcorde-se ou nao com ele.

Anónimo disse...

O pASCOAL FOI DIRECTO E LACÓNICO.

EXPLICOU AO AUDITÓRIO COM FACTOS NÃO COM TEORIAS COZINHADAS NO UNDERGROUND DA BERTA CAVAQUISTA.

Anónimo disse...

directo e lacónico?!?
O pascoal fez o que sempre fez na vida, um copy paste. Ele é um copy paste. Não se lhe reconhece um só pensamento seu.
Um autêntico vazio. Exactamente como o César e Luisa gosta deles, burrinhos para poderem ser os fantoches preferidos.

Anónimo disse...

Com o Dr.Garganta é que o JNAS não se mete.

Anónimo disse...

o grande pensador pascoal disse que a Tap fez o mesmo que a SATA. Um pensamento destes dá para queimar os neurónios todos. Ainda por cima como demonstrou o JNAs e o Gonçalves tudo nao passa de uma mentira publicitaria o que s´mostra que o pascoal quis censurar o JNAs.