20 abril 2006

César ou Manuel, quem tem razão?

A conferencia de imprensa dada por Manuel António é muito grave, por uma de duas razões: ou ele tem provas do que está dizendo ou então não as tem. De qualquer das formas é gravíssimo. É verdade que antes das eleições os candidatos tentam influenciar o voto dos grandes grupos, usando para isso os seus principais representantes, isto é práctica corrente em qualquer país, agora daí até aquilo que o Sr. Manuel António diz, vai uma grande distância. E aquilo que o Sr. diz é muito grave.

Se, por outro lado, é tudo uma qualquer jogada política, a qual é muito difícil descortinar qual o efeito pretentido, a coisa é igualmente grave. De qualquer das maneiras a verdade deve vir ao de cima, devendo ser criada, para o efeito uma comissão parlamentar.

O problema é se a verdade não vem ao de cima...

3 comentários:

Pedra disse...

Vai haver acordo extra judicial e o assunto morre...bem como a Verdade.

Rui Gamboa disse...

Era muito mau se assim fosse...

PP disse...

Afinal parece que se aflorou esta questão na nossa Assenbleia Legislativa. Sei que Manuel António não esteve presente, poderemos especular sobre as razões desta ausência, mas não podemos afirmar nada.
Não sei se a pressão que exerceu "cozeu a carne" ou fez (ou vai fazer) "explodir a panela". Arrisco na primeira. No entanto ainda há uma terceira hipótese. Como não há comissão de inquérito da assembleia, o caso, como tantos outros, perde a força e passa como se nada fosse. Dando assim razão aos que pensam que na política, assim como no futebol, o que hoje é verdade amanhã é mentira...