18 maio 2006

Detesto o Scolari!

Detesto o seleccionador nacional de futebol, Scolari.

É autoritário, é antidemocrático, é inefável, é incompetente, é malcriado, no fundo é aquilo a que se convencionou chamar um ASNO!

Aquilo que tanto se discute, a questão Quaresma, é menor. Parece até que foi lançado para a comunicação social esse assunto pelo Presidente do F.C.P. Acho que a questão principal é a forma como ele se porta perante iguais seus, parece que se julga superior e, no entanto não o é.

Os critérios por ele apresentados para justificar a convocação de cada um dos jogadores, varia, dependendo daquilo que mais lhe interessa e quando algum jornalista faz uma pergunta que o incomoda ele recusa-a de maneira inaceitável.

Nós discutimos muitas vezes as questões que fazem com que Portugal esteja tão atrasado e que não dê sinais de sair desta crise eterna, uma das principais razões é a nossa cidadania. E este é um exemplo acabado que a nossa cidadania é pouco desenvolvida, senão vejamos: ninguém se atreve a enfrentar o Scolari, ninguém se atreve a dizer ao homem que ele está errado, mas porquê? Porque ele define os seus critérios e princípios e depois pensa que está imune ao escrutínio, mas não está, não pode estar. Parece ser uma criança que quando começa um jogo diz “eu vou jogar sempre a avançado e não corro para defender, foram vocês que me chamaram, por isso têm mais é que aceitar” e depois quando alguém o chama a razão ele diz: “eu disse no princípio como as coisas funcionam, não disse?” e fica tudo calado a murmurar uns para os outros: “eh pá, ele tem razão, nós temos é que baixar as orelhas e trabalhar ao lado dele pois, o sucesso dele é também o nosso”. As coisas em Democracia não são assim.

E como sou um adepto de futebol e um treinador de bancada, não posso deixar de ser um admirador do Mourinho, até porque, penso que somos todos. Porque ele é sistemático no seu trabalho, tem instrumentos práticos, não coloca amizades à frente do seu trabalho, renova-se, está aberto a todas as novas técnicas ligadas ao seu ofício, é, no fundo, um profissional completo e competente e os resultados estão à vista. E numa altura em que Portugal conhece o seu melhor treinador de todos os tempos, e toda a gente reconhece que estão a surgir novas formas para trabalhar no futebol e que funcionam, a Federação, num acto de pura loucura, ou estupidez, vai buscar a antítese, o Scolari.

Em termos práticos sobre a Selecção Nacional: imagine-se que um dos centrais, R. Carvalho ou Meira, vêm dois cartões amarelos ou se lesionam, nos jogos de grupo, então Portugal vai ter de enfrentar a Holanda (van Nistelrooy) ou a Argentina (Tevez, Crespo) com um jogador, o Ricardo Costa, que nunca foi titular, na sua carreira, no seu clube e sempre que jogou não foi a central, vai ser o fim e que fim tão triste. Já nem falo dos Costinhas ou dos Postigas ou até do Quaresma, porque nessas posições, ao menos, há soluções.

Para acabar, quero deixar bem claro que, detesto o Scolari. Mais ainda porque ele se esconde atrás de argumentos tão baixos como “só me criticam porque sou estrangeiro”. Será que ninguém vê isto?

13 comentários:

ezequiel disse...

Caro Rui

às tantas, um dia destes, o Scolari diz o mesmo que o Tony Soprano disse num dos episódios dos Sopranos (a minha comédia preferida...bem, o Conan O´Brien tb tem piada):

"This is not a democracy!"

PP disse...

Caro Rui pois é, o teu sentimento é partilhado por mim e por muitos nossos concidadãos.
De inicio, embora o seu excesso de autoritarismo já fosse visível, ainda lhe dei o benefício da dúvida, pois pensava que os nossos jogadores necessitavam de disciplina e de perceber que na selecção não há lugares cativos.
Mas a segunda razão, em face das actuais escolhas, mostra-se sem fundamento.
Perdemos o Europeu, em casa, contra a modesta Grécia de uma maneira idadmissível.
E agora não ir o Quaresma, o Quim ou o Tonel, por exemplo, é pura arrogância. Ainda mais com a selecção de todos nós.
Quanto a Mourinho, nada a acrescentar. "The special one."
No meio de tanta carolice, só espero que alguém chame à razão o Gil. Madaile, e não o deixe renovar com tão execrável criatura. 35000 contos mês, custa esta besta.
É pena que a sua desgraça seja também a nossa...mas será ainda pior (talvez não)que a nossa alegria seja também a dele, que se vê brindado com a renovação...e com o consequente aumento de ordenado...
Estamos sempre fod....

Não vou descer tão baixo.

ezequiel disse...

Quantas vezes é que portugal chegou à final de um campeonato europeu?

PP disse...

Respondo com outra pergunta.
Quantas vezes portugal jogou campeonatos europeus em casa e qunatas vezes a selecção teve o apoio maciço dos portugueses?

PP disse...

Caro Ezequiel o Rui também focou um aspecto importante do feitio, diga-se de arrogância, do Scolari, o facto de ele não passar cartão a ninguém, nem tentou estabeleçer diálogo com o seu colega (mesmo patrão, pelo menos) Agostinho Oliveira que, com o nosso europeu de sub 21 à porta, necessitava clarificar as suas opções e, evitar que tais escolhas, e consequentes polémicas, circulassem na praça pública.
Scolari, se mostrasse empenho no trabalho, teria visto mais jogos da nossa "superliga", de todos os clubes e escalões mais jovens das selecções nacionais, e por aí fora, pois os 35 000 contos que recebe por mês (que louvo a Deus não saírem dos cofres públicos) pagam, pelo menos umas viagens pelo nosso pequeno país, umas estadias aqui e ali, até nos açores, e porque não.
Scolaria limitou-se, em especial depois do tal 2º lugar no nosso europeu, a deixar construída uma estrutura base, o que, grosso modo, me parece, e a fechar os olhos a outras possibilidades. Lembrémo-nos que o Quaresma chegou a fazer uns jogos, mas só depois de ser flagrante a sua mais valia.
Depois, e por birra com o Pinto da Costa, e com todos nós, fechou-lhe a porta grande.

Rui Gamboa disse...

Pois é PP, Portugal chegou à final do Campeonato da Europa, mas jogando em casa e perdendo em casa para uma equipe medíocre.

Ninguém tira as qualidades ao Scolari, Ezequiel, mas a verdade é que se pesarmos qualidade/defeitos eu, pessoalmente acho que não vale a pena pagar esse 35 mil contos/mes. Além de tudo o que eu disse sobre ele no post.

PP disse...

´Caro Rui Gamboa, tendo em conta que eu sou um novato nesta esfera dos Bloges, e tendo já visto alguns com cede em PDL que não me mereceram nenhum interesse, pergunto-te quais os Bloges que frequentas e não sejam só frases soltas e banalidades?
Pareceu-me que não há assim tanta gente interessada em discutir, de forma séria e construtiva, assuntos de interesse comum.
Mais uma vez é só a minha opinião.

ezequiel disse...

Bem, meus senhores, eu estou a bla bla. Não percebo nada de futebol, apesar de apreciar o jogo. De treinadores, etc , percebo ainda menos. Sim, Rui, aquilo que disses é verdade. No entanto, fiquei sempre com a impressão que o Scolari consegue controlar os egos saltitantes da selecção. Agora não sei quais os efeitos desta sua virtude. Além disso, não nos podemos esquecer que o homem já foi campeone del mundo e, portanto, merece o meu respeito. Mas, como disse, não percebo nada disto.

PP disse...

E de Bloges com conteúdo percebes algo, caro Ezequiel?
Dás-me um ou dois endereços interessantes?

De preferÊncia em português....mas.

PP disse...

Ouvi falar de um bLOG de um Luís, João Anselomo. Deizem-me ser interessante. Conheçem?
Gosto de mais do que apenas banalidades.

dêem noticias.

@i.que.me.doi disse...

Só digo uma coisa.
Lembram da Mundial da Correia-Japão?? Do figura que lá fizemos??
Nessa selecção todos mandavam, menos o seleccionador! Jogadores convocados para valorizar no mercado internacional. Jogadores em baixo de forma. Foi uma vergonha!!
Pelo menos agora como Scolari já se sabe quem é que manda na selecção! E não é nenhum presidente de clube!!
Saudações

PP disse...

Sem dúvida, essa poderá ser a sua (Scolari) única contribuição para a nossa Selecção.
Se é só isso eu faço o serviço por 1/4 do seu ordenado, ou até menos.

Muito pouco para quem ganha tanto. Resta-nos esperar. Falamos daqui a 2 meses.

Rui Gamboa disse...

Meus amigos, não podemos argumentar em favor do Scolari indo buscar os erros que outros fizeram. O que passou, passou. Nós queremos ou não o melhor para a nossa selecção? Se sim ,temos que criticar o Scolari, naquilo que pode ser criticado. É para o bem da selecção.

Ninguém tira os mériots do homem. Até não sou daqueles que diz que com a selecção do Brasil qualquer um é Campeaõ do Mundo. Até porque um grande treinador brasileiro, Tele Santana, com uma grande selecção, a de 1982, não ganhou, a questão é a atitude do Scolari e as suas escolhas duvidosas, até pode ganar, o que eu desconfio, mas não pode se comportar daquela forma.