07 março 2007

Açores no xadrez mundial

Vários documentos foram, recentemente, desclassificados pelos EUA, que dizem respeito aos Açores, no período entre 1974 e 1975. Realce para os seguintes:

1- "O 222327Z AUG 74
FM SECSTATE WASHDC
TO AMEMBASSY LISBON IMMEDIATE

S E C R E T STATE 185206



WILL YOU APPROACH GOP AT WHATEVER LEVEL YOU CONSIDER
APPROPRIATE AND ASK THEM WHETHER, IN FACT, THERE HAS BEEN
AN ARAB OFFER TO THE GOP OF DOLS 400 MILLION AND AN END TO
THE OIL EMBARGO IN RETURN FOR NON-RENEWAL OF AZORES BASE
RIGHTS. IF GOP CONFIRMS OFFER, DEPARTMENT WOULD APPRECIATE
YOUR FINDING OUT AS MUCH AS YOU CAN ABOUT IT. KISSINGER"


2 - "R 060852Z JUN 74

FM AMEMBASSY LISBON
TO SECSTATE WASHDC 9761

INFO AMCONSUL PONTA DELGADA UNN

C O N F I D E N T I A L LISBON 2300

SUBJ: AZORES INDEPENDENCE MOVEMENT

REF: (A) PONTA DELGADA 90; (B) STATE 116770


IN RECENT CONVERSATION WITH EMBOFFS, FORMER NATIONAL
ASSEMBLY DEPUTY FROM SAO MIGUEL, MOTA AMARAL, SAID
HE HAD BEEN APPROACHED BY ONE VITOR CRUZ AND GIVEN
COPY OF MANIFESTO OF "AZORES INDEPENDENCE MOVEMENT"
(AIM). JOKING, HE SAID THAT IF SAO TOME AND
PRINCIPE ARE TO BECOME INDEPENDENT, WHY NOT AZORES.
HE THEN ADDED THAT WHILE AT SOME TIME IN THE FUTURE,
DEPENDING ON WHAT HAPPENS IN PORTUGAL, IT MIGHT BE
WORTH THINKING ABOUT INDEPENDENCE FOR THE AZORES,
HE ADVISED THAT AIM SHOULD NOT BE TAKEN SERIOUSLY
AT PRESENT. HE NOTED ALSO THAT, IN CONTRAST TO
PORTUGUESE FARICAN TERRITORIES, THE INHABITANTS
OF THE AZORES ARE, AFTER ALL, PORTUGUESE. HE
WAS MUCH MORE INTERESTED IN THE PROSPECTS OF THE
CENTRIST POPULAR DEMOCRATIC PARTY, OF WHICH HE
ALONG WITH BALSEMAO AND SA CARNEIRO IS ONE OF THE
LEADERS, AND THE PARTY'S NEED TO STEP UP ITS
ORGANIZING ACTIVITIES IF IT IS TO COMPETE SUCCESSFULLY
WITH THE LEFT AND WIN ELECTIONS IN PORTUGAL

CONFIDENTIAL"

4 comentários:

PP disse...

Caro Rui, interessante. No entanto estes documentos agora desclassificados, não trazem novidades nem segredos.

Já era conhecido o interesse dos EUA pelo futuro politico de portugal e dos Açores.

Fico à espera de algo mais quente.

Abraço

Rui Gamboa disse...

Caro PP,

O caso apresentado no 1º doc. é, pelo menos para mim, surpreendente. Estamos no contexto da guerra do yum kippur e da consequente crise nos combustíveis, mais sentida nos eua. Por outro lado estamos perante a renovação da estadia dos americanos nas lajes. Vem, então, kissinger dizer para se saber se há alguma verdade numa suposta oferta dos árabes que dão 400 milhões de dolares, que na altura era muito, mas não era comparada com a segunda parte da oferta, que era, nem mais nem menos, voltar a "abrir a torneira" do pertóleo para o sedento mercado americano. E, ao que parece, kissinger estaria disposto a ceder as lajes. Andas muito bem informado, se sabias destas manobras...

O 2º caso foi postado porque revela a forma intensiva como as informações dos americanos funcionam. Tudo é reportado, até um episódio com alguma comicidade.

Fica bem

PP disse...

Tens razão meu caro.
O meu comentário refere-se, essencialmente, à 2º mensagem.

A primeira era-me desconhecida, e dá para ver que a Base das Lajes valia bom "dinheiro" na altura.
Entrava nas grandes negociações.

Força

Anónimo disse...

Sim, provavelmente por isso e