08 março 2007

Mal(Dito) Boato

Este meu post vem pejado de indignação e, até, revolta. A causa deve-se à existência de uma palavra, Boato, que no dicionário é apresentada como, “noticia que corre publicamente, mas não confirmada; atoarda; rumores.”.

Este tipo de “rumores” e “atoardas”, são apresentadas em forma de Boato, mas como uma certeza, uma evidência, e quem as faz correr de boca em boca, não faz a ressalva de que são noticias não confirmadas.
É aqui que reside o Perigo do Boato.

O problema é que muitas pessoas, além de curiosas, são também adeptas da desgraça alheia, vibrando e salivando, quando ouvem “rumores” sobre determinados indivíduos e sobre (normalmente) a desgraça que sobre eles se abateu.

Estas pessoas dão razão ao ditado que diz: “Quem um conto conta, acrescenta um ponto.”

Numa terra pequena como a nossa, e sabendo que algumas mentiras repetidas se tornam em verdades, é muito pesado para quem se vê alvo de um Boato repor a verdade e limpar o seu nome, pois estes “assuntos” não se tratam nos Tribunais. O Boato não tem rosto.

P.S.- Este post foi despoletado por dois Boatos que circula(ra)m em particular em S. Miguel, dando uma pessoa como morta e outra como pedófilo condenado. Lamentável.

5 comentários:

Anónimo disse...

isso é inadmissível, pá!!!mas já agora, quem é o pedófilo???

PP disse...

Caro "anônimo", o facto de eu não ter posto os nomes dos visados, não foi por esquecimento, mas sim por não querer, também eu, contribuir para a propagação de mentiras.

O essencial, que vale para os casos concretos e para os outros, é a injustiça e o perigo de se ser alvo de um Boato.

Cumprimentos

PP disse...

...hã, o pedófilo verdadeiro, aquele que foi efectivamente condenado a 14 anos de prisão, desconheço o seu nome.

O que é lamentável é alguém ter confundido o verdadeiro, com outra pessoa conhecida em S. Miguel, e bem tida por quem a conheçe.

Enfim....

Anónimo disse...

caro paulo portas, percebia-se que não tinha sido esquecimento. pena é que você não tenha percebido...

PP disse...

Caro "anônimo", não sou nem Paulo Portas nem Partido Popular, mas também aqui não lhe vou matar a curiosidade.

Um abraço....e vá passando por cá