23 março 2007

Não vou ser condenado. Não vou ser condenado....

Foi assim, com bastantes mais repetições, que o major Valentim Loureiro, respondeu à jornalista Judite de Sousa, na grande entrevista que este lhe deu, na RTP, sobre a sua condição de arguido no processo Apito Dourado.

O major afirma que as escutas telefónicas foram mal interpretadas, e que há “ficção” nas acusações do Ministério Público, muitas delas baseadas nas ditas escutas.

Suponho que as confusões sejam do tipo:

Major: “Ó pá, diz ao Fagundes (nome fictício de árbitro) que eu lhe pago o penalti…mas só no final do jogo, depois do trabalhinho!”
Do outro lado do telefone: “OK, chefe. Então posso passar o cheque ao Fagundes?”
Major: “Sim, eu já o tinha assinado. Mas só lhe entregues o cheque no final do jogo. Não te esqueças que é pró penalti.”

Outro Exemplo: O outro: “Meu caro major, como tem passado?”
Major: “Não muito bem, E sabes porquê, não sabes?
Viste aquela vergonha no Domingo? Porra, tenho de puxar as orelhas ao Pinto de Sousa
(responsável pela arbitragem). Se ele não sabe fazer o trabalho, eu ponho lá outro, carago.”

Justificação do major: “Porra, no primeiro caso, eu só disse que pagava um panalti ao árbitro. Qual é o problema carago. Você nunca pagou um copo a um amigo?”

Acerca do segundo exemplo, o major: “Que carago, eu não disse “orelhas”, porra. Disse ovelhas. Então um gajo já não pode ter umas ovelhas, e pedir uma ajuda a um amigo (Pinto de Sousa), para num domingo as mudar de pastagem? Mas a porra, é que o Pinto de Sousa não leva jeito prás ovelhas e, da próxima vez, eu vou pedir ajuda a outro. É só isso. As pessoas vêem e ouvem coisas que não existem nem foram ditas. Que carago!”

Pois, assim é bem provável que não seja condenado!!!

2 comentários:

PP disse...

Penso que se entende que, a partir do "Suponho que as confusões sejam do tipo:", é pura ficção, mas minha.

Tomei a liberdade de "opinar" sobre o assunto. :)

PP

Rui Gamboa disse...

Simplesmente fantástico!

Mas o facto dele falar alto ainda convence muita gente, deve ser por isso que acha que não vai ser condenado ;) Ou talvez não, talvez seja por outras razões.

Talvez seja porque sabe que sabe muita coisa e que pode entalar muita gente. Porque essas questões têm a ver com o Gondomar. Ainda não tem nada com os grandes. Ele deve achar que em troca do seu silencio, pode ainda se safar. E talvez tenha razão.

Não nos podemos esquecer que ele é o Presidente da Camara de Gondomar (ver aqui: http://www.cm-gondomar.pt/asp/001a_1.asp), ser presidente do conselho administração da Metro do POrto (ver aqui: http://www.metrodoporto.pt/pagegen.asp?SYS_PAGE_ID=834087), é presidente da Assembleia Geral da Liga de Clubes (ver aqui: http://www.lpfp.pt/default.aspx?SqlPage=Orgaos&CpContentId=285963). Enfim, cada um tire as suas conclusões.