01 junho 2007

Hunter S. Thompson

Hunter S. Thompson ficou mais conhecido por criar o jornalismo gonzo. Escreveu alguns livros, nos anos 60 e 70, com realce para Hell's Angels, onde se infiltrou naquele grupo de motards, para os descrever, foi apanhado e levou uma sova. Mas principalmente Fear and Loathing in Las Vegas, que foi transposto para o cinema pelo ex-Monthy Pithon Terry Gilliam e com as actuações de Johnny Depp, a fazer de Thompson e Benicio Del Toro, que representa o seu advogado.

Hunter Thompson suicidou-se em 2005. Preparou, antecipadamente, uma torre para espalhar os seus restos mortais, uma de espécie de fogo de artificio à moda de Hunter S. Thompson

2 comentários:

Pedro Lopes disse...

Thompson, era claramente um desalinhado.

Já conhecia a "personagem" devido ao livro a que fazes referência, em que o prórpio se inflitra num gang de motards, os tais Hell´s Angels, com expressão em todos os EUA.

A moralidade e o politicamente correcto, deviam ser, para ele, uma seca desgraçada, pois o Gonzo jornalism, que o próprio idealizou (como dizes), não conhece essas barreiras, antes teima em ultrapassá-las. Poe vezes são necessárias figuras dessas para provocar alguma anomia, na normalidade do quotidiano.

Mas, para mim, o suícidio é um sinal de fraqueza, de derrota, ou, no mínimo, de desilusão total. No caso dele, o vívio das drogas e do álcool podem ter potenciado esse final....preparado, ao que parece!

Fiquei curioso com o filme, quer pelo produtor (Terry Gilliam), quer pelos actores e, em especial, por uma vivência a 200 ou 300% em que Thompson se envolvia. Não devem faltar episódios recambolescos.....

Rui Gamboa disse...

...o título portguês penso ser Delírio em Las Vegas. É um filme um bocado louco, no minimo. Pelo que ouvi, Johnny Depp foi viver com Hunter durante algum tempo para poder representar o mais proximo possível. E Hunter tinha uma maneira de falar um pouco estranha, que Depp (um dos melhores actores actualmente, para mim) retratou muito bem.