03 outubro 2008

Sarah Palin a Presidente do Mundo


O debate entre os candidatos à vice-presidência dos EUA pareceu-me bem mais ligeiro, em termos de conteúdos, que o anterior entre Obama e McCain. Mas terá sido mesmo? Tentarei ser objectivo.

Admito que talvez tenha me deixado embalar pelo straight talk naquela voz monocórdica, com gritinhos pelo meio e pelo ocasional piscar de olho da Sarah Palin. Aliás, ao ver o debate só pensava mesmo naquele novo termo inglês, que recuso-me a transcrever, mas que poderá ser readaptado, de forma mais cavalheiresca tendo em conta a senhora em questão, para ‘MILD’, mother I’d like to date. Na verdade, penso que por baixo daquela postura de puritana com toques de mulher de armas e de dama que vem do frio do Alasca, há um ardor e talvez uma rendinha, que só podem ser deliciosos. Com o cabelo apanhado, os óculos já clássicos e um movimento de boca de cortar a respiração, Sarah Palin venceu decididamente o debate. O Joe Biden bem se esforçava, mas receio que simplesmente não é uma mulher nos seus 40 anos extremamente bem conservada.

Nas últimas eleições disse-se que dava para ver um quadrado nas costas de Bush, que seria uma espécie de rádio transmissor, pelo qual recebia informações vitais para bem responder às questões colocadas. Ora bem, hoje eu bem que procurei no corpo da Sarah Palin algo que se pudesse parecer com um rádio quadrado, mas apenas encontrei curvas bem delineadas, por isso só posso concluir que Palin se preparou bem, surpreendendo quem esperava um passeio de Biden neste debate.

6 comentários:

Pedro Rocha disse...

Este cavalheiresco termo "MILD" é soberbo!
Sem dúvida, Sarah Palin é o máximo!

Anónimo disse...

Excelente postal ! Esta de Sarah Palin ser uma MILD é um gag fabuloso. Quanto ao debate confesso que Biden foi passado à metralha por Palin...foi politicamente empalado.
JNAS

Estafermococus disse...

To date ou com a outra letra, Deus nos livre do que ela poderá vir a fazer.

pedro lopes disse...

Carissimo; embalado pela vitória do Benfica, eis que a "dama do Alasca" te surge no ecrã. O entusiasmo natural deste primeiro e único debate, assoberbado pela passagem à fase de grupos da UEFA, concederam-te uma visão de "Águia", capaz de transformar um debate.......num post carregado de tensão.

Quanto à musa dos nossos dias; eu, tu e o Woody Allen, estamos de acordo. Mas, como em tudo, há sempre uma (no minimo), opinião contrária.

Refiro-me ao elogio à senhora. Confesso que a falta de empatia inicial, e o juizo que já fiz dela, me afastam de leituras mais "delineadas" sobre esta Palin(ha). Embora reconheça que a dieta do Alasca tem efeitos benéficos para a "saúde". ;)

Se Biden é trapalhão, esta Sarah é demasiado verdinha.

...talvez me faltem os óculos do tal Japonês para ver a "rendinha"......ou um exorcismo :) :)

Anónimo disse...

pensava que era um post sobre política...afinal é sobre gajas...

lídia disse...

Que miopia!