24 julho 2009

Pandemia de Lucro

Portugal é um dos muitos países afectados pela estirpe H1N1 do vírus da gripe. Ana Jorge, Ministra da Saúde, já decidiu avançar com a compra de 3 milhões de vacinas, que custarão ao erário público 45 milhões de euros. Hoje, Vieira da Silva, Ministro do Trabalho e Segurança Social, chegou a acordo com os representantes dos empregadores, e afirma que o Estado vai assumir o pagamento das baixas médicas motivadas pela gripe A. Prevê que tal medida custe 70 milhões de euros. Mas Bagão Félix, ex titular da pasta, fez os seus cálculos, e defende que, se 1 milhão de portugueses com um vencimento mensal de 800 euros, forem afectados por esta "pandemia", o custo real dessas baixas poderá ascender aos 200 milhões de euros. Nesta estimativa, Bagão Félix inclui, não só o pagamento do subsídio por doença, mas também as perdas por parte do Estado, que advêm dos patrões não efectuarem os descontos para a Segurança Social dos trabalhadores afectados, bem como o não pagamento de IRS durante o tempo que dura a baixa médica. O que para uns é lucro, para outros representa despesa.!
Abaixo deixo um texto que recebi via e-mail, que desmascara e põe a nu, o real impacto e importância desta "pandemia", empolada pelos média e que vai de encontro aos interesses de algumas grandes farmacêuticas. Há outras enfermidades que, de forma mais simples e barata poderiam ser controladas e tratadas, mas que não merecem igual atenção e investimento ciêntifico.

"Que interesses económicos se movem por detrás da gripe porcina???
No mundo, a cada ano morrem milhões de pessoas vitimas da Malária que se podia prevenir com um simples mosquiteiro. Os noticiários, disto nada falam! No mundo, por ano morrem 2 milhões de crianças com diarreia que se poderia evitar com um simples soro que custa 25 centimos.
Os noticiários disto nada falam!
Sarampo, pneumonia e enfermidades curáveis com vacinas baratas, provocam a morte de 10 milhões de pessoas a cada ano.Os noticiários disto nada falam! Mas há cerca de 10 anos, quando apareceu a famosa gripe das aves......os noticiários mundiais inundaram-se de noticias...Uma epidemia, a mais perigosa de todas...Uma Pandemia!
Só se falava da terrífica enfermidade das aves.
Não obstante, a gripe das aves apenas causou a morte de 250 pessoas, em 10 anos...25 mortos por ano.
A gripe comum, mata por ano meio milhão de pessoas no mundo. Meio milhão contra 25.
Um momento, um momento. Então, porque se armou tanto escândalo com a gripe das aves?
Porque atrás desses frangos havia um "galo", um galo de crista grande.
A farmacêutica transnacional Roche com o seu famoso Tamiflú vendeu milhões de doses aos países asiáticos. Ainda que o Tamiflú seja de duvidosa eficácia, o governo britânico comprou 14 milhões de doses para prevenir a sua população.
Com a gripe das aves, a Roche e a Relenza, as duas maiores empresas farmacêuticas que vendem os antivirais, obtiveram milhões de dólares delucro.
-Antes com os frangos e agora com os porcos.
-Sim, agora começou a psicose da gripe porcina.
E todos os noticiários do mundo só falam disso...
-Já não se fala da crise económica nem dos torturados em Guantánamo...
-Só a gripe porcina, a gripe dos porcos...
-E eu pergunto-me: se atrás dos frangos havia um "galo"... ¿ atrás dos porcos... não haverá um "grande porco"?
A empresa norte-americana Gilead Sciences tem a patente do Tamiflú. O principal accionista desta empresa é nada menos que um personagem sinistro, Donald Rumsfeld, secretário da defesa de George Bush, artífice da guerra contra Iraque...
Os accionistas das farmacêuticas Roche e Relenza estão esfregando as mãos,estão felizes pelas suas vendas novamente milionárias com o duvidosoTamiflú.
A verdadeira pandemia é de lucro, os enormes lucros destes mercenários da saúde.
Não nego as necessárias medidas de precaução que estão a ser tomadas pelos países. Mas se a gripe porcina é uma pandemia tão terrível como anunciam os meiosde comunicação. Se a Organização Mundial de Saúde se preocupa tanto com esta enfermidade, porque não a declara como um problema de saúde pública mundial e autoriza o fabrico de medicamentos genéricos para combatê-la?
Prescindir das patentes da Roche e Relenza e distribuir medicamentos genéricos gratuitos a todos os países, especialmente os pobres.
Essa seria a melhor solução."

2 comentários:

Luisinha Faxineira disse...

Por cá, também foi de estranhar os anúncios em letras gordas em todos os jornais, radio e tv, para termos cuidado com a gripe, bem antes dos vários casos que já existem.

Beijinhos para os meninos da Máquina de Lavar.

Pedro Lopes disse...

Cara Luisinha,

o que estranhei durante algum tempo, foi a ausência de casos de gripe A na Região Autónoma da Madeira, o que talvez comprove que AJJ tem alguma "mão" nos OCS daquela região....mas lá surgiram os primeiros.