12 setembro 2010

Santos de Casa não fazem Maravilhas


Há dois meses atrás, critiquei o apoio oficial de um milhão e meio de euros públicos ao SATA Rali Açores. Na altura, achei inapropriado ceder-se tal quantia para um evento que duraria apenas um par de dias, quando existem tantos e tantos exemplos de investimento público que, apesar de silencioso, poderiam, se fossem feitos, melhorar a vida dos açorianos. Mais, achei que esse apoio ao SATA Rali, mesmo com as fantásticas imagens das nossas paisagens a chegarem a muitos milhões de casas europeias, teria um retorno pouco mais do que discreto.

Hoje, porém, um novo recorde foi batido. Um recorde que oblitera por completo mesmo os 2 milhões da inauguração das portas do mar, uma vez que nessa ocasião a festa, sim, a festa, durou muitas horas. Hoje, o Governo Regional dos Açores atingiu um número que dificilmente será batido pelas gerações futuras: 1.5 milhões de euros de dinheiros públicos em 2 horas! Assim. Sem mais.

A desconsideração toca a todos açorianos. A todos sem excepção. Mas, há uns que são duplamente desconsiderados no dia de hoje. Falo, em primeiro lugar dos profissionais da RTP-Açores, que vêem os seus colegas do continente entrar-lhes em casa e fazer-lhes o trabalho, como se mais competentes fossem. Ou porque trazem melhores equipamentos do que aqueles que há na televisão dos Açores. Pudera, a gastar-se milhões dessa maneira, jamais haverá equipamentos e meios para a RTP-Açores. Depois, são desconsiderados os artistas açorianos. É desconsiderada a cultura açoriana. Tudo em troca do que está na moda. E como se sabe, o que está na moda, geralmente é caro. Mas não faz mal, o Governo tem que mostrar “serviço”.

Amanhã, voltamos à normalidade. As figuras voltam ao continente, depois de um fim-de-semana bem comido e melhor bebido nos Açores. Os profissionais da RTP voltam aos seus equipamentos contemporâneos e aos seus programas de horário nobre. E o Dragone leva o seu cachet. Tudo cortesia do Governo de Carlos César. Em troca, recebemos duas "maravilhas". Obrigado!

Resta dizer que sim, este Governo vai bater este recorde dos 750 mil euros/hora. E que, perante isto, o apoio ao SATA é uma ninharia.

17 comentários:

Maninha disse...

Totalmente de acordo contigo.

Anónimo disse...

Mas isso não é muito dinheiro pois não?

geocrusoe disse...

Por norma concordo com o que aqui é dito. Neste caso tenho algumas dúvidas.
É certo que nem vi o programa e também concordo que trazer os trabalhadores do continente é um atestado da sua maior competência face aos dos Açores, mas sabendo que foi passado em directo no principal canal público generalista nacional e que trouxe dois galardões para o arquipélago, isso dá muita publicidade à Região.
Ouvi dizer que choveu durante o espectáculo, o que também pode trazer alguma desvantagem.

Anónimo disse...

Só faltou trovoada para ser um evento em cheio. Ou então um pequeno sismo para acagalhar os portugas....

Rui disse...

Geocrusoe,

Eu nem quero acreditar que os Açores tiveram duas maravilhas, porque bancaram o espectáculo. Nós não precisamos de comprar o estatuto de lugares maravilhosos.

As nossas "maravilhas" ficariam muito mais bem servidas com estruturas de apoio que lhe conferissem alguma dignidade. Apesar da publicidade, a verdade é que os turistas continuarão a ir à Vista do Rei, ficarão sem fôlego com aquilo que vêem, perguntarão ao seu guia onde podem usar o quarto de banho, o guia dir-lhes-à atrás das conteiras, eles sentir-se-ão enganados (e justamente), voltarão para casa e dirão que sim, os Açores são muito bonitos, mas não valem a pena visitar, pelo menos por enquanto.

A pior publicidade de ttodas é vender gato por lebre.

Jordão disse...

Tirando o facto que são mais alguns minutos de publicidade, assino por baixo!!!

Anónimo disse...

Mas a lebre foi o Pico ou as Sete Cidades. Não percebo.

Anónimo disse...

Lá vão buscar novamente os rallyes para a conversa, foda-se.

No meio de tamanha comilança lá estava o analfabeto do pauleta, um tal de apelidado pelos grandes profissionais da comunicação social do burgo como o "ciclone dos açores". Também a berta cabrá estava na fila da frente para comer dado. empresários especialistas em dar ordenados mínimos.

Anónimo disse...

Eu gostaria de lembrar que só a C.Municipal da Povoação subsidiou a festa do chicharro da Ribeira Quente em 180 mil euros....

Francisco Carlos do Vale Tudo disse...

Deve ser por isso que agora não consegue ter escola de música

Anónimo disse...

TODOS PARA O CHURRASCO DO PS. VAI FALÁ O CARLINS. TOU LOUCO PARA SABER QUANDO É O CHURRASCO DO PSD PA OUVI A BERTA CABRÁ... E O LIONEL....

Governo em bicos de pés em tempos de crise disse...

Se a festa das 7 maravilhas fosse na terra dos "Quasi Patricios", como diria Antero de Quental, os Açores arrecadavam os prémios na mesma e não se tinha gasto tantos euros. Em tempo de crise este governo gasta à grande e à francesa!

Anónimo disse...

Maravilhas maravilhas foram as mamas da catarina furtado. Estavam mesmo a pedir para serem apalpadas.

Anónimo disse...

E não é que a berta cabrá também foi beber e comer dado nas portas do mar.

Anónimo disse...

E não é que a berta cabrá também foi beber e comer dado nas portas do mar.

Anónimo disse...

1.a berta cabrá não sabe comer de garfo e faca, o lionel palita os dentes. (porra para isso);
2.Quanto à catarina furtado, apreciei as mamas,mas a perna .....;
3.E também 1.500 milhões do governo dos açores(tá asno);
4.sr.Gamboa, um conselho:mude de marca, ou então desista dessa.

euexisto disse...

É bem visto sim senhor.