17 junho 2007

"Alta Pressão", feito com Alma

Foi mais uma vez com interesse e agrado, que assisti a mais um “Alta Pressão”, programa de produção regional e transmitido pela RTP – Açores, que percorre as nossas 9 Ilhas, mostrando o que de melhor tem a sua natureza e mar, através de uma visita onde vão praticando várias modalidades desportivas, que vulgarmente se denominam de “radicais”.

Este programa é apresentado por Luís Melo, Ricardo Moura e por um terceiro jovem (que me perdoem mas não me recordo do seu nome), e tem por base uma ronda pelas nossa nove Ilhas, mostrando que práticas desportivas de ar livre e sem motor, podem nelas ser praticadas.
Posso dar como exemplo o programa que passou hoje na RTP-A, que foi filmado na Ilha de São Jorge, em que, num périplo pela Ilha, praticaram actividades tais como, passeios de bicicleta, surf e body-board, além de para-pente (que proporcionou imagens únicas das Fajãs da costa norte desta ilha), e da descida de uma cascata em rappel, bem como uma visita ás profundezas desta ilha de lava.

O bom tempo não acompanhou esta visita a São Jorge, mas mesmo assim ficou uma bonita imagem da ilha, e demonstrou algumas potencialidades a nível de desporto e lazer a explorar pelos locais e/ou turistas.

O “Alta Pressão” é um programa simples (na acepção positiva da palavra) e feito com alma, que procura mostrar, sem filtros, a natureza no seu estado puro, e a alegria e prazer com que os seus protagonistas o fazem. E isso sente-se, pelo menos eu sinto.

Não tenho dúvidas que os meios técnicos, humanos e materiais, são escassos, fruto da falta de recursos financeiros, para levar a cabo este projecto em melhores condições. Mas também não tenho dúvidas que o “Alta Pressão”, é um excelente postal das nossas Ilhas, na medida em que explora e demonstra, que actividades de desporto/lazer podem aqui ser praticadas, e fá-lo mostrando locais de rara beleza, e alguns pouco conhecidos.

Por isso, e mesmo antes de acabar esta série de programas, digo que merece uma segunda série, para voltar ás mesmas 9 Ilhas, e mostrá-las, novamente, sobre um diferente prisma, e com uma aproximação á natureza mais real e verdadeira. (estou, por exemplo, a lembrar-me da subida á montanha da Ilha do Pico).
Força “Alta Pressão”, continuem em alta, e que o Anti Ciclone dos Açores esteja convosco
.

5 comentários:

Rui Gamboa disse...

Não vi ainda nenhum episódio. Mas nem sempre é preciso grandes meios para fazer coisas com qualidade.

Sérgio_Santos disse...

Só pra dizer que, de programas tipo o "alta", precisa a rtp-a mts. Pena é, que haja outros tantos a "achincalhar" o resto da programação :)

Sérgio_Santos disse...

Ah e tal...
Quero ainda acrescentar que aquilo tem tanta qualidade que está a passar "lá fora", leia-se RTP-N, RTP-Int e ao que parece, talvez quem sabe passe na RTP2.

Sérgio_Santos disse...

E como só venho cá em dias de verborreia, lembro que qdo falámos dos apoios à "Ilha dos Amores", falámos da promoção e da publicidade à RAA. Então meus amigos, que vos parece se o Governo Regional investisse na prata da casa e deixasse uns tostões para as boas ideias made in azores?
É que para além de ser um programa agradável, na minha opinião, aguça bastante o apetite de quem nos quer visitar.

pedro lopes disse...

Prezado Sérgio, que tenhas muitos dias de "verborreia".....para nos visitares ;)

E tens toda a razão quando dizes que quem assite ao "Alta Pressão", pode ficar tentado a visitar-nos, pois, como já referi, passam boas imagens, e de lugares e ângulos pouco habituais.

Bastariam umas 30 passagens da SATA air Açores e uns troquitos para os meios e produção.......e prata da casa, como dizes.