11 janeiro 2008

Uma Postagem, Muitos Assuntos

O Pensador - Auguste Rodin


Como os dias não estão para postagens muito elaboradas, aqui fica uma com vários assuntos condensados.

- Uma das coisas que mais receio são multidões enraivecidas. Fez-me muita impressão ver a população de Anadia a protestar contra o fecho da Urgência, onde até crianças gritavam "Morte ao Ministro!".

- George W. Bush em visita a Israel e à Palestina, parece querer fazer algo de positivo com o que resta do seu mandato. É certamente o problema mais complicado para os EUA e, bem assim, para a Europa, mas difícilmente será resolvido desta forma. Aliás, segundo rezam as crónicas, a zona ficou muito mais violenta desde a chegada do Presidente, com rockets a serem lançados a partir de Gaza e Ramalah está em estado de sítio.

- E o aeroporto vai para Alcochete. Se é a melhor opção, não sei. É um assunto demasiado complexo para se tomar uma posição, sem ter sido feito algum estudo sobre a matéria. Agora, o Ministro Mário Lino já não tem margem de manobra e deve sair do Governo. Como disse o Portas, foi "desautorizado" pelo 1º Ministro, aliás fica a impressão que, agora que Sócrates tem tempo para se dedicar aos assuntos internos, depois de estar atolado na Presidência da UE, começa a tomar as decisões realmente importantes.

- E o PS-Açores cancelou o jantar em que Carlos César deveria anunciar a sua recandidatura à liderança do partido e, consequentemente, à Presidência do GRA. Segundo as notícias, César está em Lisboa está para "impor condições ao PS nacional para avançar com uma recandidatura". Mas será que essa condições são todas relacionadas com os Açores, ou não haverá também alguma imposição pessoal?

2 comentários:

pedro lopes disse...

Caro Rui, realmente "morte ao ministro" numa manif. em Portugal, ainda mais dito por crianças, faz lembrar outras paragens, talvez mais a para Oriente....

Quanto à escolha de Alcochete ter sido feita sem recurso a estudos, isso era o que Mário LIno queria fazer quando escolheu a OTA. Depois de se levantarem várias vozes contra esta escolha às cegas, é que começaram a surgir estudos mais realistas e, mais importante, comparando a OTA com outras possiveis localizações e alternativas.
Por isso, no post que coloquei mais abaixo, mostro-me favorável a esta opção, pois abre portas à possibilidade dos Açoreanos continusrem a aterrar na capital. Digo isto pois Alcochete deve começar a funcionar em paralelo com a Portela, que deve continuar a receber os voos domésticos......e também por ser a solução, aparentemente, mais sensata, e que poupa muitos milhões ao érario público.

Quanto a Mário Lino, tá tudo dito.

Rui Gamboa disse...

Meu caro, eu não disse que a escolha por Alcochete foi feita sem estudos, eu é que não me posso manifestar uma opinião sobre que zona será melhor para o dito aeroporto, porque eu é que não tenho conhecimentos sufecientes para tal. Seria preciso aprofundar conhecimentos em várias áreas e sinceramente não tenho paciência, agora a ligação está aí da comparação que o LNEC faz e que já juda um pouco. É claro que esta decisão foi tomada tendo em conta estudos feitos pelo, ou melhor patrocinado pela CIP e feito pelo LNEC.