22 outubro 2008

Islândia, Rússia...Açores

A Islândia decidiu recorrer à Rússia para um empréstimo de €4 mil milhões, por forma a salvar a sua economia.

Ora, esta notícia deve ser seguida atentamente pelos Açores, no contexto de uma eventual renegociação do acordo da Base das Lajes. É que a Islândia e os Açores foram, durante a Guerra Fria, decisivos para o domínio do Atlântico norte. Hoje já não vivemos na Guerra Fria, mas o ressurgimento internacional da Rússia – o despertar do grande urso – tem sido alvo de preocupações por parte dos EUA. Assim este poderá constituir um forte argumento para Portugal e para os Açores.

1 comentário:

pedro lopes disse...

sim, sim, a Rússia vai querer contrapartidas, e com a frieza das actuais relações com o Ocidente, uma Base de mísseis é exigência quase certa.

...mas cuidado, pois a nossa importância torna-nos, tb, um potencial alvo...