14 setembro 2011

A Fabulosa História do Site de Turismo dos Açores

Este deve ser o site mais fantástico que jamais foi feito. Com valores destes, este site é capaz de funcionalidades tão geniais como ir buscar o seu café. Além do mais, vem incrustado com os mais belos diamantes do mundo e é pintado à mão na mais preciosa filigrana.

Ora então, em 26 de Fevereiro de 2009 foi adjudicada à Icon Medialab a produção do site por 150.000€, com um serviço de manutenção que custava 1,000.000€ (sim, é um milhão).
Passados alguns meses, a 16 de Setembro, foi adjudicada à Market Iniciative a produção de conteúdos para o dito site por 23.742€.

Já este ano, a 24 de Março foi a vez da Pangemédia receber a bela incumbência de "webdevelopment"  para o site. Valor: 175.940€

Finalmente, no passado dia 9 de Setembro, foi a Morfose (e veja-se bem como esta empresa é competente nisto de fazer sites, veja-se o site dos próprios) que ficou responsável por fazer uma data de coisas no site pelo valor de 64.686€.

O somatório fica para quem o quiser fazer. Da minha parte fica só a dúvida sobre se há alguns relacionamentos familiares entre os donos de algumas dessas empresas e as pessoas ligadas à Presidência do Governo regional.

7 comentários:

leonilde Matias disse...

Em todos os governos , em todas as sociedades os negocios sempre tiveram , interesses privados, porque seria diferente nos Açores?
Por exemplo ..compra de Boings ..um 1º ministro japonês..o marido da rainha ..acho que da Hollanda ....compras ..contratos ...luvas

Anónimo disse...

Essa pangemedia não é uma coisa de TV na net que se mudou para Lisboa à pála do Instituto da Juventude, com uma mãozinha do chiquinho e do papá do chiquinho, amparada por aquele senhor que anda sempre à volta de todos os lideres nas campanhas, comicios e congressos, de cabelo esbranquiçado, e de braços abertos e estendidos para apanhar as notas de euro, e que é propriedade dos jovens socialistas açorianos Tomé e Rodrigues?

Anónimo disse...

apesar de concordar que o valor de serviço manutenção é um absurdo nunca visto e que devia ser investigado por quem tem competência para isso, os valores para o site e web development não são nada de outro mundo e fico contente que existam empresas de tecnologia nos açores que estejam a conseguir manter-se abertas com estes projectos.

não é a vender sites por 400 euros, de preferência sem passar recibo, que há evolução nesta área cá.

Anónimo disse...

Há evolução sim senhor! Nas carteiras dos familiares do pessoal que trabalha com o césar. A Pangemédia é do Nuno Tomé, sobrinho do braço direito do césar, carlos tomé e do andré rodrigues, ex JS. Mas a morfose bate tudo. Aquilo é uma desgraça, não percebem nada do assunto. E essa morfose é da irmã da queridinha assessora do cesar, mariana matos, uma tal de julia matos. E ainda há uma tal de hornydog que ganha concursos do mais improvável. Os outros todos que andam na área aqui nos Açores o melhor é arranjarem um familar do cesar para os quadros, senao n ganham mas é nada!

Teste disse...

Belos tachos.. quem tenho que contactar para ter um desses?
E concurso publico? Existiu? Claro!!! Entre os S´s

Anónimo disse...

está tudo certo, menos uma coisa: levar a mala e fazer recados ao César não dá ao tio do joverm Nuno Tomé o estatuto de braço direito de César... Só se for quando abre e fecha a porta da sala de audiências, evitando que o próprio César tenha que o fazer com a mão direita!

Anónimo disse...

Os sites da morfose e da monicet são catitas...fazem lembrar a frescura alva dos spots da "evax"...devem ser de "gaja"
JNAS